Advertisements

Mais do que o campeonato, Brasil perderá vidas por conta da Cova América

No último mês, o Brasil perdeu a chance de conquistar, em casa, uma Copa América, apelidada ‘Cova’, por ser disputada sob a benção de um genocida num território devastado por mais de meio milhão de mortes, vítimas do descaso, e da corrupção, no combate à pandemia de Covid-19.

Pouca gente se importou com a derrota.

A Cova América foi a menos vista da história, transmitida pelo Sistema Bolsonaro de Televisão.

Porém, passado o período esportivo, sobrou a óbvia herança, prevista por qualquer mente minimamente razoável.

Estudos do Instituto Adolfo Lutz constataram, vinculada à movimentação do torneio, a entrada no país de uma nova cepa do Coronavirus, a variante B.1.621.

Dois casos, de uma amostragem de 12 testes, revelaram a contaminação.

É evidente que novos contágios ocorrerão, assim como consequentes mortes, conforme comprovam as mais diversas estatísticas sobre a profusão da doença.

Se a derrota da Cova América não entristeceu quase ninguém, seu rastro, oriundo de mais um comportamento irresponsável do bandido que chefia a nação, ocasionará, tudo indica, perdas irreparáveis a brasileiros, muitos dos quais sequer atentos à movimentação futebolística responsável pelas mortes que estão por vir.

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “Mais do que o campeonato, Brasil perderá vidas por conta da Cova América

  1. Jose Ricardo

    Quanta imbecilidade. Paulinho segue a mesma trilha obscurantista a fim de se juntar a datilógrafa Verinha. Verinha na ânsia de “achar” algo contra Bolsonaro foi capaz de dizer que foram equatorianos que se deslocaram ao Brasil pra ver sua seleção jogar na Copa América que trouxeram a variante Gama do vírus. Ela só não disse por qual razão eles viajaram, porque com exceção da final – a qual o Equador não jogou – nenhum jogo do Equador teve torcida presencial. Quem se daria ao trabalho de viajar milhares de quilômetros só pra chegar aqui pra ver o jogo na TV??? Ao contrário daqueles que eram contra a realização do torneio dizendo que aumentariam as mortes por covid, a prática mandou esgoto abaixo essa narrativa antibolsonarista, não houve aumento algum do número de mortes devido a realização do torneio e, felizmente, houve sim a diminuição delas durante a realização do torneio e esse fato também não tem relação alguma com o torneio. Outra coisa a se notar é que os jogadores não se renderam a pressão da turminha da lacrolândia e nenhum deles vestiu a camisa 24.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: