Justiça indefere candidatura de Ademir da Guia por irregularidades na prestação de contas das eleições 2018

Ídolo máximo da história do Palmeiras, Ademir da Guia, que após largar as chuteiras tornou-se candidato profissional a cargos públicos (participa de todas as eleições), teve registro indeferido pela Justiça Eleitoral.

O motivo: prestação de contas irregular no pleito de 2018:

“(…) consta que Ademir da Guia não apresentou suas contas à Justiça Eleitoral relativas à candidatura nas eleições de 2018, nem mesmo após regular notificação para que o fizesse no prazo de 72 horas, tendo suas contas de campanha julgadas como não prestadas, em decisão definitiva da Justiça Eleitoral proferida nos autos da Prestação de Contas nº 0607782-50.2018.6.26.0000”

“Ante o exposto, JULGO PROCEDENTE A IMPUGNAÇÃO E INDEFIRO o requerimento de registro da candidatura de ADEMIR DA GUIA para concorrer ao cargo de Vereador nas Eleições de 2020, no Município de São Paulo, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB)”

Não é o primeiro rolo político em que Da Guia se envolve.

Na rara oportunidade em que conseguiu ser eleito, mais de uma década atrás, como vereador de São Paulo, saiu da Câmara sob fortes suspeitas de participações em irregularidades diversas, entre as quais a prática de ‘rachadinha’, apelido carinhoso concedido ao crime de peculato.

Facebook Comments
Advertisements

One Reply to “Justiça indefere candidatura de Ademir da Guia por irregularidades na prestação de contas das eleições 2018”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.