Advertisements

O desempenho de Neymar

O desempenho de Neymar nas quartas de final da Champions League, na sofrida vitória de seu PSG diante do ótimo Atalanta, merece ser estudado e debatido por muito tempo.

Jogadas geniais, parecidas com as de um Mané Garrincha mais veloz, como bem definiu Fabricio Capinejar, em texto publicado no Blog do Juca, dividiam espaço em meio a conclusões indignas de jogadores varzeanos.

Os três minutos em que os gols da virada ocorreram, todos após os 90 minutos, definiram o status de Neymar no campeonato.

Houvesse ocorrido a derrota, seria execrado pelo gols desperdiçados.

Para o bem do futebol bem jogado, prevalecerão os momentos de pura magia e o passe genial à Mbappe, que resultou na assistência ao tento decisivo da partida.

Tomara Neymar consiga repetir, com mais frequência, atuação tão brilhante, mas que gaste, também, menos tempo no Tik-Tok ou nas farras com o ‘parças’, aprimorando fundamentos que afastaram-no, ontem, de uma performance digna de Pelé.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “O desempenho de Neymar”

  1. Ele sabe que ou é agora ou nunca mais. É a derradeira chance dele que se aproxima dos 30 anos de se tornar digno de ser considerado craque. Além de proporcionar um título inédito para os franceses, o título da Champions poderá levá-lo de volta ao Barcelona e, dependendo do que Messi não fizer, dar a ele o sonhado título de melhor jogador do ano. Não nos esqueçamos que ontem o jogo foi contra Atalanta, que disputava pela 1a vez na história a Champions, já o PSG é como o Cerro Porteno do Paraguai todo ano está disputando o principal no torneio do continente, mas assim como o time paraguaio, sempre se portou como água de salsicha.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: