Advertisements

Mentiras, bravatas e ameaças

De O GLOBO

Por NELSON MOTTA

Bolsonaro foi tratado como um moleque e não reagiu como homem

O problema é saber se é uma mentira, uma bravata ou uma ameaça. Bolsonaro disse e repetiu que “fazer uma ditadura aqui é muito fácil”. Como? Baixando a borduna, e o Exército botando os tanques e tropas na rua? O Exército já sabe disso? Como reagiriam a Marinha e a Força Aérea? Quem tem só 33% de aprovação não pode nem sonhar com um golpe. E pior, para manter um paranoico irresponsável no poder e seus filhos fora da cadeia?

Agora disse que vai nomear o ex-major da PM Jorge Oliveira, da Secretaria-Geral da Presidência, para o STF. Suas credenciais: é filho de um grande amigo e assessor de Bolsonaro por 20 anos. Foi assessor parlamentar de Jair e Eduardo Bolsonaro por 15 anos. Fez curso de especialização na Abin. Bolsonaro o chama de Jorginho. É tudo. Talvez seja pouco para um cargo que exige “notório saber jurídico”.

Mas Bolsonaro já disse que ser uma pessoa de sua absoluta confiança é o seu principal critério para o STF, como se fosse um puxadinho onde ele bota quem quiser, para atuar a seu serviço. E de seus filhos.

Jorginho se arrisca a passar vergonha na sabatina que enfrentará no Senado. Jair parece não se lembrar da tentativa frustrada de nomear o filho Eduardo “Bananinha” embaixador em Washington. O cara acha que o Estado é a casa dele. “Eu é que mando, porra! Eu sou o presidente!”, grita, como se não tivesse certeza. Mandar, manda. Mas nos limites da lei, do Congresso e do Judiciário. Com desaprovação de 67% da população. É fácil fazer uma ditadura?

Resolveu atrasar a hora da divulgação dos dados da pandemia e riu debochado: “Acabou matéria do ‘Jornal Nacional’.” O tiro explodiu no seu pé, unindo a imprensa, o Congresso e a opinião pública contra ele, e os dados estão mais transparentes pela pressão. E o “Jornal Nacional” bombando.

Foi esculachado e agredido por Olavo de Carvalho, que o chamou de omisso e covarde, e que enfiasse a condecoração que lhe deu naquele lugar. Foi tratado como um moleque e não reagiu como homem.

Conhecereis a mentira e ela nos libertará.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Mentiras, bravatas e ameaças”

  1. Estamos correndo grave perigo. A ditadura militar voltará com mais fúria do que em 1964. Bolsonaro tem um coração negro igual aos nazistas praticantes de magia negra do passado. Ele e os generais são incapazes.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: