Advertisements

Família de Andres Sanches vende tudo !

O leitor, principalmente o morador de São Paulo, já deve ter se deparado, em algum momento, diante dos casarões históricos da Capital, com as faixas ‘Família vende tudo”, em regra colocadas por familiares de quem adquiriu o patrimônio e não conseguiu, por razões diversas, manter o padrão de sustento.

Trata-se de ato desesperado de sobrevivência.

Nos últimos meses, famoso cartola do futebol tem agido de maneira semelhante.

As razões, porém, são distintas.

Se os familiares dos ‘quatrocentões’ de São Paulo desfazem-se de sua riqueza por falta absoluta de dinheiro, o presidente do Corinthians o faz pelo excesso.

Andres Sanches comprou, nesses treze anos de poder no Parque São Jorge, casas, apartamentos, carrões e investiu boa parte do montante em comércios ligados à vida noturna, colocados, quase sempre, quando não em nome do filho, Lucas, de advogados ou pessoas de sua estreita confiança.

Com o avanço, porém, de investigações sobre seus malfeitos, que mapearam, segundo informações, seus possíveis prepostos, não restou alternativa senão de desfazer-se do patrimônio e transformá-lo em dinheiro.

Imóveis já foram vendidos e, soubemos, recentemente, sua parte na famosa balada ‘Villa Mix’, também.

O dinheiro, que, por razões evidentes, não pode dar entrada no sistema bancário nacional, estaria sendo levado, gradativamente, à Espanha, ficando sob a guarda de um de seus parentes, Tadeo Sanchez Oller, que com ele é acusado de golpes diversos, principalmente na cidade de Caieiras/SP.

Oller chegou a ser preso, tempos atrás, sob acusação de narcotráfico.

Essa movimentação financeira poderia estar ligada, também, às conversas, fomentadas pelo próprio Andres Sanches, de que ele estaria por renunciar, até o meio do ano, da presidência do Corinthians.

Portador de dupla cidadania, nos últimos meses, Andres tem viajado, frequentemente, à Espanha, sempre com argumento de que estaria à serviço do Timão.

Ontem mesmo, o cartola foi flagrado, em mídia social, num voo de classe executiva ao país europeu, que, em média, custa em torno de R$ 7,5 mil, despesa essa a ser quitada pelo Corinthians.

Um dia a viagem poderá ser apenas de ida, garantem até pessoas próximas ao dirigente.

A ostentação contrasta com a situação financeira do clube, que, recentemente, até fornecimento de água teve cortado por falta de pagamento, e também com o comportamento do cartola, que não paga despesas básicas de seus empreendimentos, conforme revelamos em ação de despejo movida por uma imobiliária contra seu filho, preposto do cartola em restaurante do Itaim.

Restaurante de Andres Sanches será despejado por calote em aluguel

Enquanto isso, como se estivesse, deliberadamente, facilitando a vida dessa gente, a Justiça de São Paulo e seu vagaroso Ministério Público (excetuando-se processos contra jornalistas), que possui representantes ligados ao futebol, seguem, há quase um ano, mesmo após o término do período de audiências, com ações criminais contra Andres Sanches ‘conclusas para sentença’, sem que a decisão seja, de fato, proferida, talvez no desejo implícito da prescrição.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: