Advertisements
Anúncios

A ‘mordomia’ do bicheiro na chefia de delegação do Corinthians

Andres Sanches e Jaça

Enquanto o Corinthians disputa a semifinal da Copinha com sua equipe Sub-20, treinada por um preposto do presidente do clube, Andres Sanches, o time Sub-23 do alvinegro, formado por refugos de empresários, viaja ao Japão, para período de amistosos (cinco jogos) injustificáveis.

Na delegação, dois nomes chamam a atenção.

Um, por ser conhecido dos bastidores alvinegros e dos delegados de São Paulo, outro, pela curiosidade.

O chefe de delegação dos garotos, que deveria servir de exemplo de conduta, é o notório bicheiro Jaça, com histórico de prisões por contravenção e generosidade com alguns membros da polícia paulista.

Alguém já ouviu falar de Raniklei Alves?

Não se trata de dirigente, jogador, membro da comissão técnica ou agente dos jogadores, mas de um mordomo, exigido na delegação pela turma que comanda o clube e não dispensa, apesar da crise financeira alvinegra, com o perdão do trocadilho, alguma ‘mordomia’.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

1 comentário em “A ‘mordomia’ do bicheiro na chefia de delegação do Corinthians”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: