Advertisements

Treinador e diretor do São Paulo, acusados de ofender garoto de 12 anos, escapam de condenação

Em fevereiro de 2018, Oswaldo Pinheiro Varela Guimarães e Maurício Cerqueira Sanzi, respectivamente técnico e diretor de basquete do São Paulo, foram acusados de ofender, aos palavrões, o garoto Nathan Alves Balangio, de apenas 12 anos.

O jovem atleta, então jogador do Instituto Brazolim (SBC), teria derrubado oponente Tricolor, em meio a um lance casual de disputa esportiva.

Segundo relatos contantes na ação, os acusados teriam, então, partido para cima do menino, demonstrando agressividade, com a utilização de palavras de baixo calão, entre as quais “filho da puta”.

Inconformada, Silvia de Cássia Araújo Alves, mãe de Nathan, propôs ação criminal de injúria contra a dupla, mas perdeu.

A Justiça recusou a queixa, entendendo que as ofensas estavam inseridas no contexto da partida, e que os agressores não tiveram intenção de, pessoalmente, injuriar o garoto.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: