Advertisements
Anúncios

A constrangedora defesa de Abel Braga e V(W)anderlei(y) Luxemburgo

Ontem (12), a Federação Nacional dos Treinadores de Futebol, objetivando defender Abel Braga e V(W)anderlei(y) Luxemburgo, distribuiu nota oficial de repúdio às críticas do jornalista Mauro Cezar Pereira.

Além de trata-las, indevidamente, como pessoais, o órgão, de maneira constrangedora, inseriu a seguinte frase:

“Os treinadores de futebol são, antes de tudo, pais de família, protetores do lar, maridos, homens de honra ilibada e cidadãos pagadores de impostos”

Fosse um trecho inserido numa defesa genérica da classe de treinadores, apesar de um tanto quanto exagerada – o mercado da bola mostra que nem todos preservam essas qualidades – a retorica seria até aceitável.

Porém, numa manifestação em que são citados, explicitamente, Luxemburgo e Abel, diante do que se sabe de seus comportamentos profissionais ao longo dos anos, sejam os contados em relatórios de CPI e nos acórdãos judiciais, ou escondidos em salas de reuniões com agentes estrangeiros no Rio Grande do Sul, determinados termos soam inverossímeis.

O ódio inserido no corporativismo cego da resposta, em verdade, acaba por assistir ainda mais razão às pertinentes críticas efetuadas pelo jornalista reclamado.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: