Advertisements

Kajuru coloca “laranjas” na Rádio K para fugir de credores

Há algum tempo, o senador Jorge Kajuru transformou-se em ferrenho defensor do Governo Bolsonaro, em troca de “ajuda” para a reabertura, em Goiânia, da ex-falida “Rádio K”.

Como por encanto, passaram a chover interessados em patrocinar o projeto, que antes era descartado por todos.

Especialista em “toma-lá-dá-cá””, apesar de político novato, Kajuru, em período de “vacas magras”, chegou a ser flagrado, em escutas da Polícia Federal, achacando o bicheiro Carlinhos Cachoeira.

Porém, a alegria do retorno da “Rádio K” acabou por ser transformar em pesadelo.

Diversos credores do senador interessaram-se no negócio, e, desde já, programavam indicá-lo em suas respectivas execuções judiciais.

Para manter-se invicto no “calote”, Kajuru passou a plantar, desde ontem, a informação que “desistiu” de participar dos projetos “Rádio K” e “Feras do Kajuru”, alegando impedimento por conta da legislação vigente, que o vetaria de possuir rádios ou nelas arrendar horários.

O senador disse ainda que sua participação será apenas a de “colaborador”, ou seja, sem receber vencimentos ou percentuais de patrocínio.

Para executar a farsa, todos os contratos firmados pela rádio, inclusive a composição social da própria, não serão assinados pelo notório pilantra, mas por seus comparsas: Evandro Gomes, Charlie Oliveira e Mané de Oliveira.

Ao que parece, a convivência com o amigo Bolsonaro e, principalmente, com seus filhos, fizeram Kajuru não apenas ampliar “seus instintos mais sacanas”, como diria o bom e velho Rock n’ Roll, mas também a especializar-se em laranjais.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: