Rose coordenava “parcerias” esportivas do PT

A secretária mais influente do Brasil, Rosemary Noronha, a Rose, transita há anos no mundo do esporte e também da imprensa esportiva ligada ao PT.

Por diversas vezes serviu de intermediária para ações “esportivas” do ex-presidente Lula, entre outras atuações, segundo dizem, bem mais “íntimas” do que o cargo ocupado sugeriria.

Para se ter uma ideia da proximidade, segundo relatório da PF na “Operação Porto Seguro”, nos últimos 19 meses, Lula, já fora do cargo, falou com Rose 122 vezes por telefone, média de pelo menos uma vez a cada cinco dias.

Muitos foram também os encontros “reservados”, alguns deles ocorridos na residência do ex-jornalista em atividade, Juarez Soares, local sempre frequentado por gente influente do PT.

Entre eles José Genoino e José Dirceu, condenados por corrupção e formação de quadrilha, recentemente.

Ocasião em que Rose aproximou-se da ex-assessora de Luiz Eduardo Greenhalgh, Nilza Fiuza, que foi levada, posteriormente, por Andres Sanches a ocupar o cargo de “controller” do Corinthians.

Foi através deste elo que muita coisa da vida alvinegra era monitorada e “ordenada” pelo PT, que contava com a submissão de Sanches, interessado que estava em pegar carona na popularidade do então Presidente do Brasil.

Fato é que Rose chegou a ser “Mestre de Cerimônias” no clube, em ocasião que o aniversário alvinegro foi comemorado com a presença de Lula e seus “companheiros”.

Denunciada agora por corrupção, falsidade ideológica e peculato, a história da secretária que serviu Lula, Dirceu e Dilma deve ser ainda mais desvendada e divulgada nos próximos meses, não surpreendendo se nomes conhecidos da cartolagem, de alguma maneira, estiverem ligados a práticas estranhas ao esporte.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.