Advertisements

Malhação e o último tabu do futebol brasileiro

Por ROBERTO VIEIRA

Nesta última semana, despercebido da imensa maioria do público e da mídia, um dos momentos mais importantes da teledramaturgia brasileira foi ao ar. Um episódio tão real e corriqueiro que se tornou lenda antes de se tornar tema a ser debatido com seriedade. Drama vivido por inúmeros atletas em todo o mundo, o qual jamais vai para as mesas de debates por ser tabu.

O assédio sexual de treinadores a jovens atletas no futebol.

Na série Malhação exibida pela TV GLOBO, o jovem Santiago entra em conflito com seu pai Lourenço por causa do seu relacionamento com o colega de escola Michael. Lourenço coloca Santiago pra fora de casa revoltado com a homossexualidade do filho.

Até aí, nada demais.

Eis que Santiago é craque de bola e começa a ser assediado por seu treinador Bryan durante os treinos. Quando a situação se encaminha para a violência, eis que Santiago é salvo por seu pai, alertado por Michael sobre o drama vivido pelo filho.

O último tabu do brasileiro a cores para todo o Brasil no final da tarde.

Em todo o mundo, milhares de atletas sofrem na pele o mesmo abuso por parte de seus treinadores nos mais diversos esportes. Como no escândalo da pedofilia na Igreja Católica, os casos são empurrados para debaixo do gramado com a hipocrisia dos cegos deste planeta. Nenhum caso ganha os jornais, nem manchetes, nem mesas redondas do esporte. Uma imensa cortina de fumaça encobre a realidade cruel e mórbida dos treinos e vestiários, onde a vaga no time é chantageada por inescrupulosos favores sexuais de jovens que acreditam no esporte como redenção social.

Treinadores que deveriam servir de estímulo e educação aos mais jovens se aproveitam do seu ofício para cometer barbaridades na escuridão dos corredores da bola.

Como se o futebol não fosse terra de Larry Nassar, condenado a um século de prisão por centenas de abusos sexuais na seleção norte-americana de ginástica. Ou como no caso de abuso sexual sofrido por jovens atletas do Independiente argentino, fato denunciado em abril de 2018.

Portanto, é de tirar o chapéu para Patrícia Moretzsohn, autora deste episódio da série Malhação, e também para a emissora, pela coragem em trazer para a tela os subterrâneos do futebol brasileiro.

Resta saber se o último tabu vai permanecer tabu nos corações e mentes que teimam em enxergar o futebol apenas como noventa minutos de bola rolando…

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: