Advertisements
Anúncios

Coluna do Fiori

fiori - dicunto

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

“É nato no ser humano omitir ou deixar subentendido para que a culpa recaia no outro” 

Rosemira Guerreiro – Pensador  

————————————————– 

VAR 

O sistema de vídeo-arbitragem VAR (sigla em inglês de vídeo assistant referee ou árbitro assistente de vídeo), pode ser uma boa, no entanto, se faz necessário aprimora-lo. Não podemos esquecer que são árbitros e seres humanos, muitas vezes movidos por solidariedade, ou fatores extracampo, que estão à frente dos aparelhos televisivos e incumbidos de alertar o árbitro central sobre lances duvidoso ou omissos como ocorreu em algumas contendas como exemplo Nigéria 2 x 0 Islândia 

——————————————————————————————- 

Copa do Mundo 2018 disputada na Russia  

Grupo D – Sábado 16/06 

Croácia 2 x 0 Nigéria 

Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-BRA) 

Assistente 01: Emerson de Carvalho (FIFA-Brasil) 

Assistente 02: Marcello Van Gasse (FIFA-Brasil) 

Item Técnico 

Acertou por ter marcado a penalidade máxima cometida pelo nigeriano Ekong no oponente Mandzukic, cobrada por Modric, originando o segundo tento da Croácia 

Item Disciplinar 

Foi correto nos momentos que advertiu com cartão amarelo: 02 defensores da Croácia e 01 da Nigéria  

Grupo E – Domingo 17/06 

Brasil 1 x 1 Suíça 

Árbitro: Cesar Ramos (FIFA- MEX) 

Assistente 01: Marvin Torrentera (FIFA-MEX) 

Assistente 02: Miguel Hernández (FIFA-MEX) 

Item Técnico 

01- Errou e feio por não ter sinalizado a falta explicita cometida por Zuber, atacante suíço no instante em que esticou o braço para empurrar Miranda, arrancando vantagem para cabecear a bola profundo da rede brasileira 

02 – no meu interpretar, errou novamente o árbitro por não ter marcado a penalidade máxima sofrida por Gabriel Jesus , atacante brasileiro no momento que um dos oponentes esquece a bola, puxa seu braço, impedindo-o, de prosseguir no lance 

Disciplinar 

Advertiu corretamente com cartão amarelo: 01 defensor do Brasil e 03 da Suíça 

Concluo 

Tivesse o mínimo de respeito e menos prepotência o árbitro teria acionado o VAR para elucidar os lances acima descritos 

Grupo F – Domingo 17/06 

Alemanha 0 x 1 México 

Árbitro: Alireza Faghani ( FIFA-IRI)  

Item Técnico 

Aceitável 

Item Disciplinar 

Acertou por ter advertido com cartão amarelo: 01 defensor da Alemanha e 01 do México 

Grupo D – Quinta Feira 21/06  

Argentina 0 x 3 Croácia 

Árbitro: Ravshan Irmatov (FIFA-UZB) 

Item Técnico 

Não influiu no resultado 

Item Disciplinar 

Apesar de ter advertido com cartão amarelo: 03 defensores da Argentina e 04 da Croácia; poderia e deveria ter sido mais enérgico para com os argentinos 

Grupo E – Sexta Feira 22/06  

Brasil x 0 Costa Rica  

Árbitro: Bjorn Kuipers (FIFA-NED) 

Assistente 01: Sander van Roekel (FIFA-NED) 

Assistente 02: Erwin Zeinstra (FIFA-NED) 

Item Técnico 

1º – Acertou por ter corroborado com o assistente 01 no momento que apontou a posição de impedimento do brasileiro Gabriel Jesus, no lance findado com a bola no fundo da rede costa-riquenha  

2º – Via TV, no ato, fiquei abismado, ao ver que o árbitro houvera marcado penalidade máxima quando da inexistente e cômica forçada de barra do Neymar quando da disputa normal com um dos oponentes 

Salvo pelo VAR 

Convocado pelo árbitro de vídeo, Bjorn Kuipers caminhou até o aparelho de TV, reviu o lance; corretamente, reiniciou a refrega com bola ao chão  

Item Disciplinar 

Foi correto por ter advertido simultaneamente com cartão amarelo os brasileiros Neymar e Philippe Coutinho, como também e mais à frente o costa-riquenho Johnny Acosta  

Em Tempo 

Antes da cobrança da falta e logo após receber o amarelo, via TV, através leitura labial; observei que o mimado e indisciplinado Neymar, mandou um dos oponentes tomar no C…, fato que demonstra sua total irresponsabilidade quando em disputas défices 

No todo 

Trabalho aceitável dos representantes das leis do jogo 

Grupo D – Sexta Feira 22/06 

Nigéria 2 x 0 Islândia 

Árbitro: Matt Conger (FIFA- NZL)  

Item Técnico 

Estava de frente pro lance, mesmo assim, deixou de marcar a claríssima penalidade favorável a Islândia,  

VAR 

Só o fez, após ter sido convidado a rever o lance na tela da TV  

Item Disciplinar 

Único e correto cartão amarelo foi apontado para o nigeriano Idowu  

————————————————————- 

STF 

Os juízes de araque tramam a libertação de Lula 

A absolvição de Gleisi pode ter sido o ensaio derradeiro para o ato mais audacioso da ópera dos infames  

A absolvição de Gleisi Hoffmann pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal pode ter sido o ensaio derradeiro do elenco que prepara para este 26 de junho o ato mais audacioso da interminável ópera dos infames. Nesta terça-feira, cinco ministros acharam insuficientes as incontáveis provas que afogaram no pântano do Petrolão a presidente do PT, o maridão e ex-ministro Paulo Bernardo e um comparsa. Quem faz isso pode fazer de conta que Lula é mesmo a alma viva mais pura do planeta. E livrar da cadeia em Curitiba o ex-presidente presidiário. 

Se vissem as coisas como as coisas são, os ministros da defesa de bandidos juramentados teriam enxergado em Gleisi o prontuário ambulante rebatizado de Amante pelo Departamento de Propinas da Odebrecht. A opção pela miopia malandra levou a bancada dos libertadores de delinquentes a enxergar numa atropeladora do Código Penal a menina que, segundo Roberto Requião, queria ser freira para ajudar os pobres. Essa espécie de miopia não é uma disfunção visual. É decorrência de fraturas no caráter. 

Se Lula for absolvido no dia 26, a Segunda Turma deixará de ser um tribunal para transformar-se no departamento jurídico do grande Clube dos Cafajestes. Caso se consume essa afronta ao país que pensa e presta, os juízes de araque vão descobrir que podem muito, mas não podem tudo.  

Mesmo num Brasil infestado de vigaristas verbosos, ainda existem juízes de verdade. Existem também milhões de cidadãos honrados, todos decididos a apressar o sepultamento da canalhice hegemônica.  

Autor: Augusto Nunes – é um jornalista brasileiro – Publicado na Veja do dia 20/06/2018 

*ATUALIZAÇÃO: após a inserção desta nota na coluna, o Ministro Edson Fachin decidiu arquivar o julgamento proposto pela defesa do ex-presidente Lula.

————————————————————– 

“É difícil aceitar isso, mas a verdade é que as pessoas tem uma predisposição ou tendência de gostar de gente que não presta, que não agrega valor algum. Por isso você que é honesto, desista de conquista-las” 

Geovani Rodrigues – Pensador  

————————————————————— 

Chega de Corruptos e Corruptores  

Se liga São Paulo 

Acorda Brasil 

SP-23/06/2018 

Confira abaixo o programa “COLUNA DO FIORI”, desta semana, que foi ao ar em nosso canal do YouTube.

Nele, o ex-árbitro comenta assuntos, por vezes, distintos do que são colocados nesta versão escrita:

*A coluna é também publicada na pagina Facebook:  “No intervalo do Esporte”

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: