Advertisements
Anúncios

Deslealdade de Andres Sanches e Rosenberg vitimará famílias inteiras no Corinthians

Durante o período eleitoral do Corinthians, o então candidato de situação, Andres Sanches, reuniu funcionários do clube numa espécie de “palestra”, com direito a discurso acalorado de André Negão (atual diretor administrativo), para difundir a ideia de que se a vitória fosse oposicionista, todos estariam com seus empregos sob risco.

Nos dias seguintes, alguns destes trabalhadores, por conta da movimentação política do Parque São Jorge, que indicava dificuldades aos situacionistas (Sanches acabou vencendo por minoria de votos, algo em torno de 30%, com oposicionistas angariando 70%, pórem divididos em diversos postulantes), procuraram candidatos contrários à gestão e suplicaram para não ser mandados embora.

O tempo passou e a verdade apareceu.

Em diversas entrevistas durante as últimas semanas, o diretor financeiro Wesley Melo tem deixado claro que o rombo nas contas alvinegras atinge, no mínimo, R$ 8 milhões mensais e que as soluções passam por uma grande quantidade de demissões a serem escolhidas pelo diretor de marketing – espécie de primeiro ministro informal, Luis Paulo Rosenberg.

O critério ?

Bem, sabe-se, desde já, que pouca coisa mudará no departamento de futebol, recheado de familiares da cúpula alvinegra, a não ser as desejadas – para Sanches, saídas de Carille e Alessandro, antes do final do ano – se o time decair, ou ao final do contrato, sob desculpas diversas de desarranjos na renovação.

Nas categorias de base, local infestado por parasitas e gente ligada ao que há de mais corrupto no Parque São Jorge (basta verificar as manchetes de problemas alvinegros nos últimos anos para chegar a essa conclusão) sob comando de bicheiros e golpistas do ramo de confecções, só sairá quem ousar fugir da cartilha que, há anos, beneficia cartolas alvinegros e seus agentes de estimação.

Vai sobrar, é claro, em grande número, para os trabalhadores mais humildes, que não se metem em política – a não ser em período de eleição, nas urnas, com medo de perder o sustento, vitimados pela sordidez de quem prometia justamente o contrário.

Todos pagarão pelo escandaloso “esquema” de comissões a agentes de futebol (que o Blog do Paulinho mostrou, seria suficiente para bancar todas as despesas não apenas do clube, mas também dos esportes amadores), tocado a “mão de ferro” por Andres Sanches, e pela ineficiência justamente de Rosenberg, que não consegue transformar o discurso do “pote de ouro no final do Arco Iris” em realidade.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: