Advertisements
Anúncios

O Palmeiras tem que se livrar da ridícula estrela vermelha

Diferentemente dos cartolas palestrinos, que, para agradar a plateia e conseguir apoio público a seus projetos de poder, insistem em expor o Palmeiras ao ridículo proclamando-se “campeões mundiais” de 1951 – sem aval da FIFA e de ninguém sério no futebol, o ídolo máximo do clube, São Marcos de Palestra Itália, restabeleceu a ordem, utilizando-se apenas da verdade.

A Copa Rio era sim importante, mas nunca foi o que alguns palmeirenses imploram pra ser.

Nada disso muda a grandeza de um clube notoriamente gigante, campeão da Libertadores e diversas vezes brasileiro.

O Palmeiras, porém, deveria aproveitar a lucidez de seu craque para enterrar de vez os motivos que fornece para adversários ridicularizarem-no.

Reconhecer os títulos conquistados como verdadeiramente ocorreram e aposentar a ridícula “estrela vermelha” de seu uniforme, símbolo máximo do menosprezo próprio.

 

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: