Advertisements
Anúncios

Presidente da Portuguesa manobra para perpetuar-se no poder

Há três meses, sem comunicar qualquer órgão do clube, o presidente da Portuguesa, Alexandre Barros, solicitou na Justiça que fosse nomeado como administrador da agremiação.

A 42ª Vara Civil atendeu o pedido e concedeu-lhe prazo de 90 dias:

“No mérito, acolho-os e os faço para acrescer a decisão embargada que ao administrador nomeado foi concedida a prerrogativa para convocar e presidir assembleia para fins de restauração dos órgãos estatutários, com a ratificação dos órgãos já eleitos.”

Barros, espertamente, tem contribuído para atrasar os procedimentos, no intuito, evidente, de perpetuação no poder.

Não por acaso, ontem, o “administrador” do clube peticionou, às escondidas, pedido de prorrogação de suas funções por mais 60 dias, no qual acusa os conselheiros do clube pelos atrasos.

O juíz André Augusto Salvador Bezerra deverá decidir a questão, nas próximas horas.

ATUALIZAÇÃO: a 42ª Vara Civil acaba de conceder a prorrogação do prazo a Alexandre Barros que será administrador da Portuguesa por mais 60 dias

Clique no link a seguir para ter acesso à íntegra do pedido:

Petição de Alexandre Barros para perpetuação no poder da Portuguesa

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: