Advertisements
Anúncios

Presidente da Portuguesa manobra para perpetuar-se no poder

Há três meses, sem comunicar qualquer órgão do clube, o presidente da Portuguesa, Alexandre Barros, solicitou na Justiça que fosse nomeado como administrador da agremiação.

A 42ª Vara Civil atendeu o pedido e concedeu-lhe prazo de 90 dias:

“No mérito, acolho-os e os faço para acrescer a decisão embargada que ao administrador nomeado foi concedida a prerrogativa para convocar e presidir assembleia para fins de restauração dos órgãos estatutários, com a ratificação dos órgãos já eleitos.”

Barros, espertamente, tem contribuído para atrasar os procedimentos, no intuito, evidente, de perpetuação no poder.

Não por acaso, ontem, o “administrador” do clube peticionou, às escondidas, pedido de prorrogação de suas funções por mais 60 dias, no qual acusa os conselheiros do clube pelos atrasos.

O juíz André Augusto Salvador Bezerra deverá decidir a questão, nas próximas horas.

ATUALIZAÇÃO: a 42ª Vara Civil acaba de conceder a prorrogação do prazo a Alexandre Barros que será administrador da Portuguesa por mais 60 dias

Clique no link a seguir para ter acesso à íntegra do pedido:

Petição de Alexandre Barros para perpetuação no poder da Portuguesa

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: