Advertisements

Campanha de Andres Sanches é abandonada por diretores e conselheiros do Corinthians

Pela primeira vez desde que articulou, junto com movimentos diversos (Fora Dualib, Corinthianos Obsessivos, etc), amparado em dinheiro de empresários de futebol (Kia Jorabchian, principalmente) o golpe no antecessor, Alberto Dualib (que, de fato, cometeu deslizes), o deputado federal Andres Sanches, que tenta ser novamente candidato à presidência alvinegra, enfrenta grande debandada de apoiadores.

Há meses, relevante quantidade de conselheiros, eleitos na chapa “Renovação e Transparência”, transformou-se em oposição.

Na última semana, o motim atingiu, oficialmente, ex-diretores dos últimos três presidentes, mas também gente que ainda permanece na diretoria atual, traição esta que vem abalando o ambiente do grupo que cerca o parlamentar.

Dias atrás, o vice-presidente André Negão demitiu o então diretor de esportes aquáticos, Oldano Carvalho (a versão oficial é a de abandono do cargo), após este aderir à chapa dos “EX-Renovadores e Transparentes”, que apoia o advogado Felipe Ezabella (outro amotinado, ex-vice de Esportes Terrestres de Andres Sanches) à presidência.

Existem, porém, outros partícipes da atua gestão que não votarão no ex-presidente do Corinthians.

São eles, entre os listados pela chapa dos “EX”:

  • o diretor jurídico Luis Alberto Bussab;
  • Roberto Maia (membro do CORI);

Há ainda, entre os atuais diretores, os que não assumem, publicamente, a debandada, mas já o fazem nos bastidores, alguns até com participação em campanhas doutros candidatos:

  • Flávio Adauto (diz que ficará neutro);
  • Emerson Piovesan;
  • Antonio Rachid

Apesar do grupo “Fora Dualib”, agora denominados “Preto no Branco”, em quase a sua totalidade estar na campanha de Andres Sanches, um deles, ex-diretor das categorias de base, apoia a chapa dos “EX”, numa divisão de votos ruim para ambas as partes:

  • Domingos Neto, o Doni, conhecido também como “Bob Cuspe”

O grupo dos “EX-Renovadores e Transparentes”, com participação nas gestões Andres Sanches, Mario Gobbi e Roberto Andrade, foi assim listado por Felipe Ezabella:

  • Carlos Ojeda, ex-diretor de patrimônio;
  • Fausto Bittar, o Faustinho, ex-diretor das Categorias de Base;
  • Fernando Alba, empresário de jogadores, ex-diretor das Categorias de Base;
  • Raul Corrêa da Silva, ex-Diretor Financeiro, indiciado três vezes, no exercício do cargo, por sonegação fiscal;
  • Flavio Ferrari Junior, ex-Diretor Cultural;
  • Heleno Maluf, ex-Vice Presidente, popular “Heleno das Obras”;
  • Ivan Marques, ex-Diretor de Marketing;
  • Rogério Molica, ex-diretor jurídico;
  • Ronaldo Ximenes, ex-Diretor de Futebol

Por fim, apesar constar entre os “EX” que apoiam Ezabella, o nome do Dr. Sergio Alvarenga, notório e histórico beijador de mãos de Andres Sanches precisa ser avaliado com cautela, podendo re-debandar, caso o “ídolo” assuma a candidatura ou servir de “cavalo de tróia”, na mesma situação.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: