Advertisements
Anúncios

Membro de “organizada”, defendido por advogado de Andres Sanches, sai da cadeia em decisão de desembargador ligado ao Corinthians

A PM prendeu 15 torcedores no aeroporto de São Gonçalo do Amarante nesta quarta (Foto: Divulgação/PM)

O desembargador Guilherme Strenger, presidente do Conselho Deliberativo do Corinthians, concedeu liberdade provisória a Carlos Roberto de Britto, vulgo “Neguinho”, membro dos Gaviões da Fiel, que era defendido no processo pelo advogado Daniel Bialski, que trabalha para Andres Sanches e também ocupa cargo no Timão, na Comissão de Ética alvinegra.

É improvável que o réu tenha arcado com os custos da defesa.

Strenger impôs, para a soltura, algumas medidas cautelares:

  • a) comparecimento mensal em Juízo, para informar e justificar suas atividades – devendo efetivar-se, o primeiro comparecimento, no prazo de cinco dias;
  • b) proibição de acessar ou frequentar estádios de futebol, ou postar-se num raio de cinco quilômetros ao redor deles, nos dias em que houver jogos do Sport Club Corinthians Paulista; e,
  • c) monitoração eletrônica. 

Britto responde a diversos processos por assassinato, tentativa de homicídio, agressões, etc.

O “organizado” foi preso em 2015, no Aeroporto de Natal, após envolver-se em briga com torcedores vascaínos, quando a polícia descobriu que havia mandado de prisão em seu desfavor, objeto deste processo, acusado de ferir gravemente dois são-paulinos, em Carapicuíba, além de responder a outra ação, por homicídio de dois palmeirenses, a golpe de barras de ferro, na Zona Note da Capital.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: