Advertisements

Membro de “organizada”, defendido por advogado de Andres Sanches, sai da cadeia em decisão de desembargador ligado ao Corinthians

A PM prendeu 15 torcedores no aeroporto de São Gonçalo do Amarante nesta quarta (Foto: Divulgação/PM)

O desembargador Guilherme Strenger, presidente do Conselho Deliberativo do Corinthians, concedeu liberdade provisória a Carlos Roberto de Britto, vulgo “Neguinho”, membro dos Gaviões da Fiel, que era defendido no processo pelo advogado Daniel Bialski, que trabalha para Andres Sanches e também ocupa cargo no Timão, na Comissão de Ética alvinegra.

É improvável que o réu tenha arcado com os custos da defesa.

Strenger impôs, para a soltura, algumas medidas cautelares:

  • a) comparecimento mensal em Juízo, para informar e justificar suas atividades – devendo efetivar-se, o primeiro comparecimento, no prazo de cinco dias;
  • b) proibição de acessar ou frequentar estádios de futebol, ou postar-se num raio de cinco quilômetros ao redor deles, nos dias em que houver jogos do Sport Club Corinthians Paulista; e,
  • c) monitoração eletrônica. 

Britto responde a diversos processos por assassinato, tentativa de homicídio, agressões, etc.

O “organizado” foi preso em 2015, no Aeroporto de Natal, após envolver-se em briga com torcedores vascaínos, quando a polícia descobriu que havia mandado de prisão em seu desfavor, objeto deste processo, acusado de ferir gravemente dois são-paulinos, em Carapicuíba, além de responder a outra ação, por homicídio de dois palmeirenses, a golpe de barras de ferro, na Zona Note da Capital.

Advertisements

Facebook Comments

One Response to “Membro de “organizada”, defendido por advogado de Andres Sanches, sai da cadeia em decisão de desembargador ligado ao Corinthians”

  1. Euclydes Zamperetti Fiori Says:

    Tá tudo dominado

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: