Vinicius Junior e Neymar

Em tempos marcados pelo desempenho coletivo, que levam, em exemplo, o limitado Corinthians a disparar rumo ao título do Campeonato Brasileiro, o sábado de futebol apresentou dois “oasis’ em meio ao deserto da mediocridade.

Um deles, conhecido, mas nem por isso menos encantador: Neymar e seu gol espetacular, passando por seis atletas da poderosa Juventus, aplaudido de pé por todo um estádio e por quem mais não se conteve diante da televisão.

O outro, com recém completados 17 anos, bolso robusto, mas comunicação ainda tímida: Vinicius Junior, que em poucos minutos no gramado decidiu a partida contra o Coritiba, ao desconcertar o zagueiro adversário, sofrendo penalidade em drible de pura ginga, e depois em lance absolutamente genial quando numa “touca” de toque refinado à lateral do gramado, em que o adversário sequer ousou reagir.

Nesta Copa do Mundo, talvez não dê, mas para a próxima, mantido o planejamento tático de Tite, único treinador, no Brasil, capaz de trabalhar coletivamente sem limitar o talento individual, poderemos ter, Neymar no auge, Gabriel Jesus mais experiente e Vinicius Junior com o frescor dos que buscam lugar ao sol.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

3 Replies to “Vinicius Junior e Neymar”

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.