Advertisements
Anúncios

Cuca disse a conselheiro do Palmeiras que tinha vontade de voltar ao clube antes da queda de Eduardo Baptista

Dias antes da queda do treinador Eduardo Baptista, que já era armada desde o intervalo em que o Palmeiras perdia por dois a zero para o Peñarol, mas foi adiada por conta da virada na mesma partida, o substituto, Cuca, que foi antecessor, teve dois procedimentos, até então, suspeitos.

Primeiro, aparentemente do nada, disse publicamente que abria mão do descanso previsto para durar um ano (durou cinco meses), depois, segundo alguns, sem verdade, falou sobre proposta da China, no claro intuito de valorização de passe em negociação.

Vamos aos fatos, que, talvez, indiquem comportamento desleal do treinador.

Logo após a vitória do Palmeiras sobre o Peñarol, Cuca encontrou-se com conselheiros do Palmeiras, ligados a Mustafá Contursi, que sondaram-no sobre a possibilidade de retorno ao clube, mencionando que Eduardo Baptista não terminaria a Libertadores.

“Tenho vontade de voltar ao Palmeiras”, teria falado no encontro.

Foi a deixa para tudo o que aconteceu depois, desde as entrevistas à imprensa, até as pressões internas que, utilizando-as (as palavras de Cuca) fundamentaram a substituição de comando palestrino.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: