Atletiba e Fla-Flu são exemplos da força que os clubes precisam aprender a utilizar

flu-campeao

Dois recentes exemplos de união e posicionamentos fortes em momentos conturbados, por quatro grandes clubes deste país, podem marcar, se continuados, uma virada de procedimentos benéfica ao futebol nacional.

Tanto o Atletiba, em que as equipes recusaram-se a jogar uma partida por conta de proibição de transmissão pelo Youtube (somente o fizeram, em data posterior, com a exigência atendida), quanto o Fla-Flu que decidiu a Taça Guanabara, em que as agremiações recusaram o embate com “torcida única”, depois com “portões fechados”, para, por fim, entrarem em campo com a liberação de ambos os grupos de torcedores, foram históricos.

Servem de exemplo claro da força que possuem os clubes diante de um esporte que somente existe por conta de suas popularidades.

As Federações e os Tribunais Esportivos, que pouco produzem à serviço do futebol, existem apenas para alocar, financeiramente e em algum prestígio, políticos, cartolas e apadrinhados dessa gente, que sobrevivem às custas de receitas que deveriam estar nos caixas das agremiações.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.