Previsão orçamentária do Corinthians é adiada por falta de adequação ao PROFUT

piovesan

Emerson Piovesan – diretor financeiro do Corinthians

Ontem, em reunião do Conselho Deliberativo, a diretoria do Corinthians, como de hábito, esperava aprovar a previsão orçamentária (de 2017) com a facilidade doutros tempos (em que a claque dizia “sim” a qualquer comando da presidência), mas se deu mal.

Após argumentação de conselheiros oposicionistas, verificou-se que o documento não atendia as exigências do PROFUT, razão pela qual a reunião precisou ser adiada, para que todos os cálculos fossem refeitos.

Em resumo, diferentemente do que fazia-se antes na maioria dos clubes do país, cada departamento terá que discriminar, separadamente, receitas e despesas, não mais somar tudo e colocar num bolo só.

Ficará agora mais fácil verificar quais são os setores de sangria financeira do clube e os que, por ventura, apresentam-se lucrativos.

Pequeno grupo de dissidentes da gestão tentou, também, iniciar discussão pelo fato das contas apresentadas no site do Corinthians serem diferentes das enviadas aos associados, mas com o adiamento da reunião, por falta de adequação ao PROFUT, o assunto perdeu importância.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.