Estádio da Mãe Joana: Andres Sanches faz reunião com deputado acusado de “grilagem” na Arena em Itaquera

Andres Sanches e Silso das Neves (PRB)
Andres Sanches e Silso das Neves (PRB)

Mesmo sem possuir cargo no Corinthians, o deputado federal Andres Sanches mantém escritório na Arena em Itaquera, com a permissão da diretoria alvinegra, a pretexto de gerir o estádio e fechar negócios para o empreendimento.

Nesse contexto, não paga aluguel muito menos as despesas naturais da operação (água, luz, telefone), todas bancadas pelo clube.

Porém, em verdade, em vez de trabalhar para o Corinthians, Sanches utiliza o local como extensão de seu gabinete parlamentar.

Ontem, por exemplo, o cartola alvinegro reuniu-se, ao lado de seus assessores parlamentares, com o deputado de Várzea Paulista (interior de São Paulo), Silso das Neves (PRB), ligado à Igreja Universal (que dispensa apresentações), acusado de fraude, grilagem e outros crimes mais no exercício da vida parlamentar.

http://www.jj.com.br/noticias-22459-mp-investiga-vereadores-de-varzea-suspeitos-de-fraude

http://jundiainoticias.com.br/portal/2015/10/vereadores-de-varzea-denunciados-por-grilagem/

Estava na Arena, também, o deputado Luiz Moura, que o MP-SP diz ser membro de facção criminosa, com quem Andres, horas depois, esteve no Itaim Paulista, para pedir votos ao vice-presidente do Corinthians, André Negão, preso, recentemente, no âmbito da “Operação Lava-Jato”, acusado de receber R$ 500 mil da Odebrecht.

Enquanto isso, o presidente do Corinthians, Roberto “da Nova” Andrade, que autoriza os pagamentos das despesas realizadas pelo ex-presidnee nas dependências do estádio, mesmo sem estar a serviço do clube, esconde-se embaixo da mesa, temeroso de que possa ser advertido sobre o gosto do cafezinho ou a massagem mal feita nos pés do deputado.

Andres Sanches e Luiz Moura no Itaim Paulista
Andres Sanches e Luiz Moura no Itaim Paulista
Silso das Neves na Arena em Itaquera
Silso das Neves na Arena em Itaquera
Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.