Justiça obriga Palmeiras a pagar calote de R$ 100 mil na SABESP

della monica

Desde 2009, a SABESP tenta, judicialmente, receber calote de R$ 50 mil em contas de fornecimento não honradas pelo Palmeiras.

Entre decisões e recursos, enfim, o clube terá que quitar a pendência.

Em valores corrigidos, R$ 80 mil, acrescidos de honorários e despesas processuais que elevarão a quantia para quase R$ 100 mil.

O prazo, segundo o TJ, é de 15 dias, independentemente da intimação, sob pena de penhora de bens e outros ativos.

À época da ação, o presidente do clube era Luiz Gonzaga Belluzzo, porém as pendências são oriundas da gestão de Affonso Della Monica Netto (foto).

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.