Com Marta madura, Brasil começa bem nas Olimpíadas

Brasil e China

Jogando bem, o Brasil venceu a boa equipe da China, por três a zero, saindo na frente de seu grupo na primeira rodada do torneio feminino das Olimpíadas 2016.

No outro jogo, a Suécia, nossa próxima adversária, bateu com alguma dificuldade a aguerrida África do Sul.

Por razões evidentes, o centro das atenções, Marta apresentou-se, no auge de seus 30 anos, com desempenho maduro, jogando para a equipe, sem as habituais “piruetas”, mas sempre decisiva, esbanjando categoria e genialidade.

A Seleção Brasileira iniciou a partida abafando as chinesas, mas encontrava alguma dificuldade em transpor a forte marcação, errando alguns lances, também, nitidamente pelo nervosismo da estréia.

Porém, com o passar do tempo, o time se soltou e Cristiane sobressaia-se, sendo a protagonista das principais oportunidades, uma delas salva em cima da linha pela zagueira adversária.

Destaque também para a atacante Andressa, habilidosa e inteligente nas jogadas pela lateral esquerda.

Marta, até então apagada, apareceu exatamente na jogada que deu início ao gol brasileiro, batendo falta da esquerda, dentro da área, que resultou num bate-rebate finalizado por cabeçada cirúrgica de Mônica, que entrou no canto direito baixo chinês, após passar por duas defensoras, que tentaram, em vão, cortar a bola.

As chinesas somente levaram perigo aos 46 minutos, quando a zagueira Fabiana tentou recuar de cabeça e quase marcou contra.

No segundo tempo, o panorama do jogo alterou-se, com o Brasil sendo atacado, mas defendendo-se com alguma qualidade.

O impeto chinês durou até os 13 minutos, quando Marta foi lançada pela direita, e, quando todos pensavam que bateria para o gol, rolou, com inteligência, para Andressa ampliar o marcador.

Dois a zero.

Minutos depois, Marta, em jogada genial, passou por duas marcadoras e bateu à direita da meta, quase assinalando um golaço.

Daí por diante o Brasil fez o ritmo do jogo cair, as chinesas perderam a força e a partida seguiu tranquilamente para a conquista do três primeiros pontos de nossa seleção

Deu tempo ainda para, aos 44 minutos, Cristiane aproveitar-se de bola levantada na área e fazer o terceiro, dando números finais a uma estréia brasileira pra lá de alvissareira.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.