Comitê sem Ética da CBF diz a que veio

baraomunchausen

O Comitê, supostamente de Ética, da CBF decidiu que não julgará os atos, considerados ilícitos pelo FBI, de seus ex-presidentes, Ricardo Teixeira e José Maria Marin, além do atual, Marco Polo Del Nero.

“Cuidaremos apenas de casos que surgirem daqui para frente”, disseram os responsáveis.

Ou seja, aqueles que, se denunciados, não punirão quem já estará fora do poder.

A Ética da CBF é tão verdadeira quanto as histórias contadas, em lenda, pelo Barão de Munchausen (apelido de Teixeira).

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.