Paulo Garcia pode antecipar divulgação de candidatura para estancar sangria de aliados

paulo garcia e irmãos

O empresário Paulo Garcia decidiu, após semanas marcadas por sangria de aliados, descontentes com a postura de defesa dos métodos da atual gestão, antecipar para os próximos dias o lançamento oficial de sua candidatura.

Isto é, se não mudar novamente de idéia.

Ontem, no desespero, Fran Papaiordanou, coordenador da campanha, ratificou ao grupo de Osmar Stabile que o acordo anterior, prevendo uma cadeira de vice-presidência e a condução do departamento de marketing – que ficaria sob domínio de Edgard Soares – está mantido.

A atitude serviu para tentar evitar que Stabile, pressionado por aliados descontentes com os rumos da campanha e as entrevistas recentes de Paulo Garcia, pudesse, de alguma maneira, roer a corda e procurar novos caminhos.

Amanhã números doutra pesquisa, realizada no mesmo local que a anterior, deverão ser divulgados, não se sabe publicamente ou internamente, para contrapor o desanimo ocasionado pelo vazamento da última semana, que indicava a liderança doutro oposicionista, fora da composição referida.

Os resultados, que, segundo informações, diferem bastante, apesar de colhidos pelo mesmo Instituto, e apenas uma semana depois, tornam-se, por razões óbvias, tanto quanto suspeitos.

Enquanto o anuncio oficial não acontece, precavido, Stabile, apesar de negar candidatura, inicia, durante a semana, uma romaria de entrevistas, em mudança de postura que assemelha-se a de quem disputa o cargo máximo do clube.

Ação que pode indicar descontentamento ou servir de objeto de pressão para estimular o dono da Kalunga a cumprir, enfim, com a palavra empenhada.

Atualização: Fran Papaiordanou entrou em contato com o blog, confirmou a conversa com Stabile, mas desmentiu ter falado sobre qualquer acordo envolvendo o nome de Edgard Soares.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.