Redução da pena de Petros é afronta aos árbitros brasileiros

palhaco

O STJD e seus auditores amestrados, a nata da incompetência jurídica, acaba de reduzir a pena do jogador Petros, do Corinthians, de seis meses para apenas três partidas.

Desclassificou a flagrante e comprovada agressão, covarde, pelas costas, para ato de desrespeito.

Na verdade, os desrespeitados foram os torcedores doutras equipes, prejudicados pelo reforço na escalação adversária, e, principalmente os árbitros, humilhados com a decisão, que, obviamente, foi motivada por interesses outros que não o da Justiça.

Rafael Claus, o agredido, terá ainda que fingir estar “tudo bem”, evitando represálias futuras dos homens que comandam o futebol brasileiro.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.