Rosenberg ironiza contas de Andres Sanches para pagar dívida do “Fielzão”

Fogo amigo: Raul Corrêa da Silva aprovou manifesto contra Rosenberg

Aliados em todos os processos, reuniões e negociatas, que culminaram na construção do “Fielzão”, além doutros negócios, também nebulosos, Andres Sanches e Luis Paulo Rosenberg passaram a se estranhar justamente por conta do estádio.

Um bolo que o ex-presidente do Corinthians não aceita fatiar com ninguém.

O Blog do Juca publicou, ontem, explicações de Sanches, absolutamente risíveis, simplórias, até, de como o Corinthians conseguiria quitar os mais de R$ 1 bilhão de dívidas da obra, segundo ele, somente com as arrecadções de suas partidas.

http://blogdojuca.uol.com.br/2014/03/a-indignacao-de-andres-sanchez/

Kfouri procurou, então, Rosenberg para opinar a respeito do assunto: “Ele (Rosenberg) ri, acha tudo uma loucura, pergunta dos custos financeiros, dos juros, de como pagar os salários dos jogadores”.

É evidente.

Sanches tenta evitar que o mau negócio do estádio, que prejudicará, por anos, as contas alvinegras, possa respingar em sua campanha para Deputado Federal, que terá como um dos “feitos” citados exatamente a construção do “Fielzão”.

Campanha que, por sinal, vem sendo capitaneada por Tadeo Sanchez Oller, seu parente, que teve que sair às pressas do país, anos atrás, após ter sido preso em flagrante por narcotráfico, sendo, depois, premiado pelo PT com mais de duas décadas de despesas pagas na Espanha, com direito a visitas de Lula e tudo mais.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.