Advertisements
Anúncios

São Paulo segura Nacional e está na semi-final da Copa Sul-Americana

Com o regulamento embaixo do braço, o São Paulo soube jogar no campo adversário e fez o suficiente para empatar com a equipe do Nacional, da Colômbia, em zero a zero.

Classificou-se para a semi-final da Copa Sul-Americana, algo impensável antes do retorno de Muricy Ramalho ao Morumbi.

O Tricolor disputou a primeira etapa com inteligência, marcando bem, correndo poucos riscos, porém sem atacar como deveria.

Até os 28 minutos, somente duas bolas chegaram ao gol de Rogério Ceni.

Uma, aos 17 minutos, em cabeçada fraca de Duque no meio do gol, bem defendida pelo goleiro, e outra quando Maicon tentou cortar, aos 28 minutos, e a bola passou perto do travessão.

O primeiro lance de relativo perigo do Nacional aconteceu apenas aos 29 minutos, quando a equipe colombiana tentava pressionar mais, com Cardenas fazendo boa jogada pela direita e batendo cruzado, à direita do gol.

Duque, em nova cabeçada no meio do gol, fez Rogério voltar a trabalhar, aos 34 minutos.

Enquanto a defesa tricolor se portava bem, o ataque, ao contrário, era uma nulidade, com Jadson pouco criativo, Aloísio se esforçando e Luis Fabiano, inexistente.

Sem alternativa, o Nacional foi com tudo para cima, no segundo tempo, e Rogério Ceni, aos 3 minutos, já havia feito duas grandes defesas.

Duque, aos 9 minutos, pegou cruzamento de sem-pulo e a bola passou muito perto do travessão de Rogério.

Muricy perdeu a paciência com Luis Fabiano, aos 10 minutos, e colocou Ademilson em seu lugar.

Seis minutos depois, Wellington entrou no lugar de Jadson, que também não jogou bem.

Passado o ímpeto inicial, nitidamente o Nacional foi decaindo fisicamente, facilitando a vida do Tricolor, que precisava apenas do empate para chegar a próxima fase.

Aos 34 minutos, Medina acertou chute fortíssimo da intermediária, obrigando Ceni a espalmar para escanteio.

Daí por diante, mais no coração do que na técnica, os colombianos partiram para o desespero, levando algum perigo em bolas levantadas na área.

Deu tempo ainda para, aos 43 minutos, Welliton entrar no lugar de Aloísio.

No final, com a classificação do São Paulo para a semi-final do Copa Sul-Americana garantida, o Mito Rogério Ceni, que parecia fadado, após uma carreira brilhante, a uma despedida melancólica, deu a volta por cima, e caminha para conquistar mais um título internacional em sua vida, podendo encerrar em altíssimo nível sua trajetória como jogador de futebol.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: