Advertisements
Anúncios

Na raça, São Paulo supera defeitos e abre vantagem na Copa Sul-Americana

O São Paulo não jogou bem, mas, com muita raça, passou por cima das falhas de sua defesa, e venceu a boa equipe do Nacional, da Colômbia, por três a dois, no Morumbi.

Herói – e quase vilão – Antonio Carlos foi o destaque da partida.

A primeira etapa foi dominada pelo São Paulo, que tocava a bola com tranquilidade, embora, bem marcado, tenha criado poucas oportunidades.

Logo aos 13 minutos, abriu o marcador, quando Jadson fez um gol espetacular, dominando a bola com um pé, e, antes dela tocar o solo emendando um grande chute no ângulo direito do goleiro adversário.

Outra oportunidade, porém, somente aos 35 minutos, quando Maicon arrancou desde o meio-campo e deixou Aloísio na cara do gol, com o avante chutando fraco na hora de concluir, facilitando a ação defensiva dos colombianos.

Quando tudo indicava que o Tricolor iria para o intervalo com a vantagem, Rodrigo Caio bobeou, dentro da área, e a bola parou nos pés de Uribe, que empatou, aos 39 minutos.

O São Paulo, como era de se esperar, começou o segundo tempo tentando atacar, mas sofria com os colombianos, que, perigosos, se fechavam para armar o contragolpe.

Jadson, de primeira, aproveitando-se de confusão na zaga do Nacional, fez a bola passar cruzada, à direita da meta adversária, aos 4 minutos.

Dois minutos depois, Paulo Miranda fez pênalti em Uribe, segurando-o pela camisa, após cruzamento pela direita, mas a arbitragem nada marcou.

Uribe escapou pela direita, aos 11 minutos, e bateu cruzado, com perigo, à direita de Rogério Ceni.

A esta altura o Nacional, abusado, comandava as ações da partida.

Mas, aos 27 minutos, Douglas bateu escanteio pela direita, Rodrigo Caio desviou e Antonio Carlos completou para o fundo da rede.

Dois a um.

Na sequencia, Muricy Ramalho colocou Ademilson, a pedidos do torcedor tricolor, no lugar de Luis Fabiano, inoperante no jogo.

E o São Paulo voltou a dominar a partida.

Porém, aos 35 minutos, em dia de cão da defesa tricolor, Antonio Carlos recuou a bola de maneira temerária, Duque ganhou na corrida de Paulo Miranda e, na saída de Rogério Ceni, empatou novamente a partida.

Osvaldo, aos 39 minutos, tentar reverter o quadro, entrando no lugar de Jadson.

Mas quem salvou o Tricolor, e ainda se redimiu da falha anterior foi o zagueiro Antonio Carlos, que, de cabeça, marcou um golaço, aos 45 minutos.

No final, o resultado, bom para o São Paulo, apesar de ter tomado dois gols fora de casa, obrigará a equipe de Muricy Ramalho a se desdobrar para segurar ao menos um empate contra a boa equipe do Nacional, na Colômbia.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: