Advertisements
Anúncios

Presença de conselheiro em ônibus do Corinthians ocasiona revolta no Parque São Jorge

A viagem até a Colômbia, custeada pelo Corinthians, com o privilégio de andar no ônibus do jogadores, realizada pelo conselheiro do clube, de vulgo “Mané da Carne”, terá que ser bem explicada pelo diretor adjunto de futebol, Duílio do “Bingo” (foto, ao lado do pai, Adilson, também bingueiro).

É a segunda afronta do bingueiro ao delegado Mario Gobbi, presidente do Corinthians, no período de uma semana.

A primeira foi ter votado a favor do grupo de Andres Sanches, em reunião do Conselho que tratava de alteração do Estatuto, em clara traição ao grupo dos outros diretores, alinhados com o presidente.

Agora, ao permitir que um dos mais detestados “apelidados” do grupo do ex-presidente usufrua de privilégios negados a outros conselheiros, a revolta foi geral.

Duilio, chefe da delegação, portanto responsável direto pelo ocorrido, conseguiu desagradar a todos os lados.

O dos dirigentes, ligados aos “corinthianos obsessivos’, que querem ver Mané da Carne longe do clube, o de alguns conselheiros ligados ao próprio Sanches, impedidos recentemente de realizar o mesmo passeio, além do próprio presidente Mario Gobbi.

Vale lembrar que, recentemente, o delegado foi vítima de uma armação do referido conselheiro, que gravou uma conversa entre ambos e tratou de fazê-la chegar em nossas mãos, insinuando a relação promiscua do dirigente com o “garoto propaganda” Milton Neves.

Atitude essa que o mandatário alvinegro, que esteve em Brasília, ontem, defendendo os “Gaviões da Fiel” com passagem e estadia pagas pelo Corinthians, nunca esqueceu, mas que, como de costume, não teve coragem de punir.

Relembre abaixo, com a devida transcrição.

Mané da Carne (ou das cargas)

Dr. Mario Gobbi, está na escuta ?

Mario Gobbi

Mané, meu amor ! Meu querido amigo !

Estou na escuta.

Como você está ?

Fez boa viagem ?

Mané da Carne (ou das cargas)

Fiz, tudo bem.

Você também fez boa viagem ?

Mario Gobbi

Chegamos as 09:20.

Já estou trabalhando aqui em São Bernardo (DETRAN).

Vamos em frente…

Mané da Carne (ou das cargas)

Não se irrite que eu vou fazer uma pergunta para o senhor.

Não se irrite.

Veio ao meu conhecimento que o senhor assinava…

Pelo amor de Deus, não se irrite com o seu amigo…eu quero saber…

O senhor assinava o ponto para o Milton Neves trabalhar no DETRAN.

Isso é verdade ?

Mario Gobbi

O Milton Neves foi escrivão.

Ele foi policia aposentado.

Eu trabalhei com o Milton lá no DETRAN.

O Diretor pediu para ele trabalhar na assessoria de imprensa do DETRAN.

Eu era o responsável pela assessoria de imprensa.

Então eu não era para ver assinar ponto…

O chefe dele era o diretor, não eu.

A assessoria de imprensa era vinculada ao diretor…

Mané da Carne (ou das cargas)

Na reunião depois eu falo com o senhor…

Não esquenta a cabeça…

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: