Advertisements

Fred salva o Brasil contra a Russia

Jogando razoavelmente  na segunda etapa, o Brasil, bem abaixo do que se esperava, empatou mais um amistoso, dessa vez com a Seleção da Rússia, em um a um.

E começa a preocupar pela nítida ineficiência de seu setor de meio campo, incapaz de criar as jogas necessárias para municiar o ataque.

Os primeiros quinze minutos do primeiro tempo foram assustadores para a Seleção Brasileira, que não se encontrava em campo, sofrendo ainda com uma incrível pressão russa.

Foram ao menos quatro oportunidades de gol criadas, com Julio Cesar salvando duas delas.

Neymar, muito bem marcado, era quem mais buscava jogar, e de pé, demonstrando maturidade.

Kaká corria bastante, mas decepcionava tecnicamente.

Após o vigésimo minuto a partida ficou mais equilibrada, com o Brasil mais tempo com a bola nos pés, porém sem criatividade suficiente para escapar da marcação adversária.

O ritmo russo caiu e a equipe treinada por Fabio Capello veio levar perigo novamente apenas aos 40 minutos, num contra-ataque que Fayzulin completou para fora.

Antes disso, o único lance brasileiro digno de nota foi um lançamento de Marcelo para Neymar, que invadiu a área a bateu por cima da meta.

Realmente muito pouco.

O Brasil começou o segundo tempo tentando atacar mais, marcando na frente, melhorando sua atuação na partida.

Criou um lance, aos 5 minutos, num cruzamento que Neymar errou e a bola quase entrou, obrigando o goleiro russo a se desdobrar para defender.

Depois, somente aos 18 minutos, numa batida mascada de Marcelo pela meia esquerda.

Os russos pelo menos não atacavam mais, e o Brasil, mesmo com dificuldades, dominava a posse de bola.

Tentando mudar a maneira de jogar, Felipão, aos 21 minutos, tirou Oscar para colocar Hulk, deixando com Kaká, a incumbência de armar as jogadas.

Três minutos depois Neymar arriscou da entrada da área, mas a bola parou nas mãos do goleiro.

Aos 27 minutos, a Russia fez linha de passe na defesa brasileira, com Thiago Silva salvando, depois Julio Cesar, Fernando em cima da linha, até que Fayzulim completou para as redes, abrindo o marcador.

O Brasil claramente se abateu no gramado, mesmo assim, aos 30 minutos, Hulk escapou pela esquerda e rolou atrás para a batida de Marcelo, que passou à direita do gol.

Dois minutos depois foi a vez de Fernando arriscar da intermediaria para boa defesa do goleiro.

Kaká que decididamente não rendeu no jogo, aos 32 minutos saiu para dar lugar a Diego Costa, com o Brasil já no desespero.

Os russos, com o placar favorável, se fecharam ainda mais.

Por sorte, aos 44 minutos, Marcelo recebeu de Hulk, escapou pela esquerda e cruzou, de bandeja, para Fred evitar mais uma derrota brasileira.

O empate acabou sendo justo, aliviando um pouco a pressão de uma equipe ainda em formação e com muito pouco tempo para se acertar até a Copa das Confederações.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: