Palmeiras perde novamente no Brasileirão

O Palmeiras lutou, mas novamente demonstrou ser inferior ao adversário na derrota por dois a um, de virada, para o Internacional, no Beira Rio.

Tivemos uma primeira etapa bem disputada, com ambas as equipes atacando, e deixando brechas para o contra-ataque.

O Inter foi melhor nos primeiros vinte minutos, tocando mais a bola, porém sem criar oportunidades de gol.

Aliás, a primeira delas foi palmeirense, aos 11 minutos, quando num contragolpe puxado por Luan, Patrick perdeu gol incrível, na cara do goleiro.

Muriel fez ainda grande defesa, cinco minutos depois, em batida de falta de Marcos Assunção.

O primeiro grande lance colorado aconteceu apenas aos 18 minutos, quando He-Man cabeceou à direita do gol, aproveitando-se de cruzamento de D’Alessandro.

Com a partida já equilibrada, aos 21 minutos, Marcos Assunção bateu escanteio, pela esquerda, a bola foi desviada no primeiro pau e sobrou para Luan, de cabeça, quase na marca do pênalti, fazer um golaço.

O jogo era lá e cá e um minuto depois Bruno teve que se desdobrar para defender chute de He-Man.

Barcos perdeu gol incrível, aos 24 minutos, na frente de Muriel após receber ótimo passe de Patrick.

Aos 33 minutos, Artur perdeu a bola no meio de campo que sobrou para Guiñazu, na esquerda, cruzar rasteiro, Furlan resvalar e Fred, sozinho, empatar a partida.

Artur teve a oportunidade, aos 37 minutos, de se redimir da falha, mas bateu fraquinho, cara a cara com Muriel.

O Inter voltou melhor na segunda etapa e logo aos 2 minutos Forlan recebeu lançamento espetacular de Kleber, ganhou da zaga na corrida, mas bateu mal, à direita do gol.

Pressionando, não tardou para desempatar a partida, aos 9 minutos, quando Forlan abriu para D’Alessandro, na esquerda e este cruzou para He-Man, de peixinho, mandar às redes.

Desesperado, o Palmeiras foi com tudo para o ataque.

Aos 17 minutos tivemos o lance mais polêmico do jogo, em que Marcos Assunção bateu escanteio da esquerda e Barcos, com a mão, empurrou para o gol.

O árbitro, fraco, e seus bandeiras assinalaram o gol, porém, o 4º árbitro, claramente avisado por quem assistiu pela televisão, anulou o tento.

A confusão foi grande, com o Verdão pressionando o trio de arbitragem, atrasando o jogo em seis minutos.

De nada adiantou.

Mesmo pressionando, o Verdão pouco incomodou e o Internacional, no banho Maria, levou o placar vitorioso até o apito final.

Com a vitória do Corinthians perante o Vasco da Gama, no Pacaembu, gol de Guerrero, o Colorado torce agora por um tropeço do São Paulo para poder sonhar novamente com a Libertadores.

Para o Palmeiras sobrou apenas contar os dias para o quase inevitável desastre.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.