Dois clássicos paulistas, a Taça Libertadores e 12 anos de intervalo

Por JOSE RENATO SATIRO SANTIAGO

Nesta próxima quarta-feira, dia 13 de junho, Corinthians e Santos começam os confrontos que valem uma vaga para as Finais da Taça Libertadores.

O Santos vai em busca de sua quinta final de Libertadores, três delas com sucesso, 1962, 1963 e 20011, e uma com derrota, em 2003.

Já o Corinthians tenta chegar a sua primeira final, uma vez que esta será sua segunda participação em Semifinais.

A primeira aconteceu em 2000, também em um clássico paulista, frente o Palmeiras.

Naquela ocasião, o Corinthians, atual campeão brasileiro, enfrentava, os alviverdes, atuais campeões da Taça Libertadores.

Assim como agora, quando novamente teremos o confronto entre os atuais campeões brasileiros frente os últimos campeões da Libertadores.

Em 2000, os favoritos eram os corintianos, que tinham conquistado a primeira edição de Mundial de Clube organizado pela FIFA em janeiro daquele ano.

No entanto, deu Palmeiras.

Desta vez, o favoritismo, ao que parece, é santista, muito embora a melhor campanha seja a corintiana.

Em 2000, o Corinthians chegou as Semifinais com 6 vitórias nas 10 partidas disputadas, assim como agora.

No entanto, em 2012, está invicto, enquanto que em 2000 já tinha perdido, até então, duas partidas, para a América do México e Rosário Central.

Já o Palmeiras em 2000 já tinha perdido três partidas até aquelas Semifinais, uma delas para o  The Strongest, ainda na Primeira Fase, assim como o Santos que já foi derrotado três vezes nesta edição, uma delas também para os mesmos bolivianos.

Em 2000 os alvinegros paulistanos chegaram as Semifinais sofrendo 16 gols ao longo das dez partidas disputadas, enquanto que agora sofreram apenas 2 gols.

O ataque alvinegro era bem superior em 2000, e já tinha marcado 25 gols até então, oito a mais que o atual ataque que assinalou 17.

Os palestrinos chegaram em 2000 com 24 gols marcados, 2 a mais que os santistas que até agora marcaram 22 gols nas, também, 10 partidas disputadas.

Quanto as defesas, o Santos já sofreu 8 gols enquanto que o Palmeiras já tinha sofrido 15 gols e tomaria mais 6 naquelas partidas decisivas.

Números e mais números que não têm qualquer influência no resultado do jogo.

Mas, já que estamos aqui, apenas mais um.

Esta será a segunda partida do Corinthians, válida pela Libertadores, a ser realizada no mês de junho.

A anterior aconteceu em 6 de junho de 2000.

No Morumbi, o Corinthians perdeu por 3 a 2…para quem?

Para o Palmeiras pelas Semifinais da Libertadores de 2000, que também levou a melhor na decisão por pênaltis e eliminou os alvinegros.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.