Advertisements

Bye, bye, Brasil

Da “FOLHA”

Por JOSÉ ROBERTO TORERO

“Ricardo Teixeira vai perder o desfile feito em sua homenagem pelas Caprichosos da Barra da Tijuca “

Consta que Ricardo Teixeira foi para Miami. Vai perder o Carnaval. E, principalmente, o desfile feito em sua homenagem pela Caprichosos da Barra da Tijuca.

A comissão de frente será composta pelos presidentes das federações, todos com elegantes cartolas. A grande sacada é que, em vez de tirarem coelhos de dentro delas, tirarão notas de reais e as atirarão no público como se fossem confetes. Notas falsas, é claro, que essa turma não gosta de desperdício.

A madrinha da bateria, que sempre deve ter muitas curvas, será ninguém menos que… Ronaldo. Sim, o ex-craque, que se tornou escudeiro e escudo de RT, virá sambando à frente dos bumbos e repeniques. Bebeto, outro amigo recente, virá no belo carro alegórico “Entrei numa fria”, formado por gigantescos cubos de gelo.

A ala “Rei morto, rei posto” será formada pelos candidatos a herdar o lugar de RT. Lá estarão José Maria Marin (com os bolsos cheios de plumas arrancadas de outras fantasias), Marco Polo del Nero, Andres Sanchez, Weber Magalhães e vários outros, alguns fugidos da comissão de frente. O diretor de harmonia deve ficar atento, pois não é impossível que aconteçam brigas entre os integrantes da ala.

João Havelange virá como destaque num trono de dez metros de altura. Sua fantasia será toda dourada, da mesma cor do carro alegórico, de modo que, se ele colocar as mãos sobre o rosto, desaparecerá totalmente, assim como quando renunciou ao COI para evitar investigações.

Coisa linda mesmo vai ser o bloco das empresas fantasmas, homenageando a Sanud, com todos os integrantes usando vaporosas e esvoaçantes fantasias de tule.

A dupla Sandro Rosell e Vanessa Almeida, parceiros na Ailanto, empresa que recebeu R$ 9 milhões para realizar o amistoso Brasil x Portugal, fará as vezes de mestre-sala e porta-bandeira. Usando tênis Nike, é claro.

A ala das laranjas baianas é um dos pontos altos da criatividade, já que as saias foram transformadas em meias laranjas. O charme da ala será uma integrante de apenas 11 anos.

Outro bloco importante será o “Ilê Aiyê da ISL” (pronuncia-se ileiaiê da isselê), com fantasias feitas com notas de dólares. Diz-se que gastaram US$ 9,5 milhões para confeccionar as roupas.

Quanto ao samba-enredo, a letra foi inspirada numa música do Chico Buarque e começa assim: “Bye, bye, Brasil/ A última gota caiu/ Me perseguiram night and day/ Mas em Miami tá tudo okay/ Eu só ando dentro da lei”.

Facebook Comments
Advertisements

7 comentários sobre “Bye, bye, Brasil

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: