Advertisements

Vivendo no esgoto

 

Roberto Podval é advogado de Kia Joorabchian.

Foi defensor do ex-cirurgião Farah Jorge Farah.

Assumiu ontem a defesa do casal Nardoni.

Tem que ter estomago, além de amor incondicional pelo dinheiro.

Não acham ?

Facebook Comments
Advertisements

42 comentários sobre “Vivendo no esgoto

  1. Alviverde/SP

    Não se diz que cada profissional tem o cliente que merece, e vice-versa(tem hífen ainda??rsrs)????

  2. Vitor Raatz Bottura

    “Tratando-se de um acusado em matéria criminal, não há causa em absoluto indigna de defesa. Ainda quando o crime seja de todos o mais nefando, resta verificar a prova: e ainda quando a prova inicial seja decisiva, falta não só apurá-la no cadinho dos debates judiciais, senão também vigiar pela regularidade estrita do processo nas suas mínimas formas. Cada uma delas constitui uma garantia, maior ou menor, da liquidação da verdade, cujo interesse em todas se deve acatar rigorosamente.”

    Rui Barbosa

    Esse é um dos maiores mestres em Direito da História do Brasil.

    O mesmo que imortalizou o conceito de Isonomia ( iguladade ) no direito brasileiro, em sua “Oração os Moços”:

    ” Isonomia é tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais ”

    Vale a pena ler, entender e aplicar o que ele já disse.

  3. Químico

    Antes de nascer , o capeta disse pra este sujeito :

    ” Sobe lá e arrasa !!! “

  4. Diego H. C. Alexandre

    Não! Todos merecem defesa. Por mais bárbaro que possa vir a ser seu ato.
    É coisa desses malucos e intragáveis dos direitos humanos.

  5. Leandro

    Colocar como tópico “Vivendo no Esgoto”, é um pouco demais. Sou admirador do seu trabalho, o leio todos os dias, antes mesmo de blogs de jornalistas a mais tempo no mercado, como Noblat, Juca, Josias e outros. Não é de bom tom, criticar advogados que defendem criminosos, até porque, te explicarei algo que certamente voce sabe, as Delegacias não estão preparadas para a feitura correta de Inqueritos, investigações e por vezes estes erros são carregados aos processos, podendo elevar e muito a pena de um cidadão, tenha ele cometido o crime ou não. Como advogado que sou, não gostei dessa menção ao nobre colega Podval, que milita na área criminal. Seja Kia, Nardoni, Maniaco do Parque, devemos ter o acesso a Justiça e a ampla defesa, o que voce deve colocar no seu blog, é a efetividade das penas judiciais, que em nosso país é nula. Vemos nesse instante nosso patricio Castro Neves, as barbas da Justiça americana por “sonegação de imposto” correndo risco de 37 anos de prisão, temos o caso do asto de cinema Wesley Snipes, que corre risco tremendo de prisão, identicamente por lesão a receita americana, e por aqui, soltamos Medidas Provisórias, anistiando os devedores ou pondo na rua socialites que reiteram crimes com o processo em andamento.

  6. carmine tiano

    Viajou nessa Paulinho,

    Todos tem direito de defesa, deixe que o juiz sentencie, o promotor acuse e o advogado faça a defesa.

    O direito de defesa é constitucional, prórpio de um país democrático, onde se impera o Estado de Direito.

    Esses mesmos advogados fazem tambéma sua defesa, afinal nãos abemos se você diz a verdade ou não nas suas acusacões, mas até que se prove ninguém é culpado.

  7. Gabriel Martins

    Me desculpe Paulinho, gosto muito do seu blog e, principalmente de sua jornada em busca da verdade…acho você um grande talento que surge, ainda mais amparado por gente boa como Birner, Juca e Cereto. Todavia, neste post sou obrigado a discordar, independente do andamento do Inquérito e, do tipo de caso, todos temos direitos à advogados, à ampla defesa e ao contraditório, ainda que a imprensa tenha condenado o casal. Independente da situação, é imprescindível a presença dos advogados em todos os casos, como garantia da justiça, não me parecendo correto julgar o Patrono dos acusados. Porém, é uma visão sua e, aplaudo, aquele que se toma uma posição clara, seja certa ou errada, mas sempre isenta e pura de acordo com o que pensa. Abraços e continue com esse jornalismo correto e isento.

  8. Rodrigo

    Então tá bom, para atender a vontade do Paulinho vamos acabar com a carreira de advogado criminalsta e condenar sem defesa todos os infratores.

  9. Ramón

    Não acho. Todo mundo tem o direito de ter um advogado pra que seja realizado um julgamento justo. Provando-se a culpa, o réu receberá a pena merecida, seja quem for o advogado de defesa. Isso está na Constituição, só falta agora você querer rasgá-la “em nome do jornalismo com credibilidade”.

    Conheço advogados que não atuam em direito criminal mas gostam MTO mais de dinheiro, e tentam consegui-lo a qualquer preço, enganando os próprios clientes.

  10. Alexandre

    Caro Paulinho, respeito sua opinião, e seu direito em expressá-la, que além de direito garantido pela Constiuição Federal, é sagrado, porém não a acompanho, se o profissional em questão tem ou não amor pelo dinheiro, é irrelevante no presente caso, acima de tudo, o mesmo tem amor pela profissão que escolheu exercer, fez um juramento, no qual jurou, no exercício das funções de meu grau, acreditar no Direito como a melhor forma para a convivência humana, fazendo da justiça o meio de combater a violência e de socorrer os que dela precisarem, servindo a todo ser humano, sem distinção de classe social ou poder aquisitivo, buscando a paz como resultado final. E, acima de tudo, juro defender a liberdade, pois sem ela não há Direito que sobreviva, justiça que se fortaleça e nem paz que se concretize.

    Um médico que, também fez seu juramento, deverá atender, com todos os meios posíveis e sem distinções, independente dos atos que cometeram, tanto o Kia, quanto o Farah, quanto o casal Nardoni, todos tem direito, igualmente constituicional quanto a liberdade de expressão, ao contraditório e a ampla defesa.

    Forte Abraço.

  11. Cauê

    Todo pessoa física, por mais correta ou incorreta que forem suas atitudes, tem direito a ampla-defesa e o ato processual na ausência da defesa é inválido.

    O bom advogado é aquele que defende o seu cliente da melhor maneira possível, garantindo o seu direito de constitucional de defesa.

    O que seriam dos incocentes se não houvesse a sua clara defesa para garantir e comprovar este devido estado(inocência).

    O senhor deve ter respeito pelos profissionais, se o mesmo é contratado em casos que aparentemente tem claro dolo do réu, é grandioso verificar-se que estes advogados estão dispostas a enfrentrar litigios tão complicados e contra o clamor público, sim de modo bem remunerado, mas com toda a razão, para garantir o melhor e o mais justo para o cliente. Pense nisso!!!

  12. Rodrigo

    Paulinho, você sugere que somente advogados que têm “amor incodicional pelo dinheiro” defendem cidadãos como estes? Quer dizer então que estes cidadãos, num mundo de advogados honestos e de princípios, não teriam direito à defesa técnica? Pior, será que sequer teriam direito a se defender?
    Paulinho, o que você entende ser o exercício da advocacia?

  13. gustavo

    Paulinho, você, por ser ignorante, não admite que mesmo os culpados e confessos tem direito a defesa e a um julgamento justo. Atacar uma advogado que defende essas pessoas, dentro da lei, sem ser cúmplice ou tomar parte nos crimes é de uma burrice sem tamanho.

    Paulinho: Ignorante é você que não sabe interpretar um texto. Em nenhum momento disse que eles não tem direito a defesa. Critico a opção do advogado em defende-los. Minha opinião. Simples

  14. Clauro

    Ué, Paulinho.

    Vc está desconhecendo o regime democrático
    que tanto vc defende.

    Os advogados existem para defender os direitos dos cidadãos.

    Não importa quem seja o cidadão e nem o que ele fez. Ele tem direito
    a um advogado. E o advogado tem o dever de cumprir com a obrigação
    de defender o melhor possível o cliente.

    Se um advogado não tem ciência disto, não deve entrar no ramo.

    É o mesmo exemplo ao médico. Se o cara não pode ver sangue, não
    pode ser médico.

    A função e obrigação do advogado é defender o cliente, e disso depende a democracia.

    Cabe a promotoria acusar e recolher o máximo de provas contra o réu.

    Ou vc acha que um assassino, um ladrão ou um criminoso qualquer não tem direito de defesa. Tem, e é por isso que o processo só é legal e legítimo.

    Vc, no seu moralismo KAJURUNIANO, as vezes exagera.

    Grande abraço.

  15. kasparaitis

    sabe o q é pior? é saber q aqueles dois estão num bem-bom numa prisão sendo sustentados pelo nosso dinheiro. e daki uns anos vão estar livres pra andar por aí como se nada tivesse acontecido.

    qt ao advogado, mais uma vez uma mostra de q

    a ganância é infinita.

    sem mais.

  16. Diego H. C. Alexandre

    Você disse que critica a opção de um advogado de defende-los?
    Por que?
    Porque para você eles são culpados?
    Será que não é exatamente por isso que alguém se presta a defender outrem? Para tentar demonstrar que não são culpados?
    Você está julgando…
    Não seria muito melhor reconhecer que você está errado e o direito a ampla defesa e ao contraditório tem que existir?

  17. fernando bueno da graça

    Voce vai me desculpa, mas concordo com o colega Gustavo, sou seu admirador, mas meste caso em particular voce exagerou e foi sim um tanto quanto ignorante, pois se vc reconhece o direito a defesa deles, alguem tera que fazer a defesa, e isso cabe a um advogado, portanto, não misture as coisas ofendendo a inteligência do seu leitor

  18. Roberto

    O post é estarrecedor, porém não é de estranhar. O paladino da justiça adora se posar de democrata, porém é daqueles que consideram que a ditadura brasileira foi uma “ditabranda”. E que o incopora o estado democrático, como o direito à ampla defesa e ao contraditório, são penduricalhos inúteis …

  19. Mauricio

    Oh, Paulinho, competente e correto jornalista! Compreendo o seu “bode” com a figura dos citados réus, mas vc viajou na maionese, carissimo!!

    Cuidado, confundir a figura do advogado com a do cliente é um raciocínio perigoso (de viés nazi-faci) e um pouco simplista…

    A estigmatização da advocacia criminal sempre andou de mãos dadas como totalitarismo, seja de direita ou de esquerda.

    Não embarque nessa…seu trabalho e seu blog são realmente bons, bens melhores que o figadal texto, este sim dispensável.

    Cordialmente,

    Maurício

  20. Paulo

    esse podval esta se especializando em assumir buchas

    voce tambem tem as suas

    contrate o podval,voce vai precisar tambem

  21. Murillo Magini

    Paulinho, ele é do mesmo escritório que defende o Sombra, suspeito da morte do Celso Daniel. O cara vende a alma a preço de banana!

  22. Ze'

    E’ prerrogativa do advogado defender quem ele quiser. Dessa vez, Paulinho, tenho que discordar de voce. Se alguem quiser defender o Beira-Mar, ou o Ricardo teixeira, ou o “Bispo” Edir Macedo, nada pesara’ contra o profissional. Se um cirurgiao salvar a vida de um bandido, nao sera’ bandido. Se um advogado defende um bandido, tampouco e’ bandido. A opcao por defender quem quer que seja nao desqualifica o profissional. Agora, se o cara se mete em falcatruas, negocios escusos ou qualquer tipo de transacao ilicita, dai e’ outra coisa, mas seu comentario nao foi dos mais felizes.

  23. Ramón

    Também concordo com o Gustavo e os demais colegas.

    Vc concorda que eles têm direito à defesa, mas acha que ninguém deve defendê-los (do contrário, esta pessoa “vive no esgoto”)…

    É a chamada sinuca de bico.

    Melhor os jornalistas fazerem jornalismo e deixarem o Direito com os advogados. E cada um gostando de dinheiro à sua maneira, e fazendo o que sabe para consegui-lo…

  24. Hugo - Corinthians

    A citação nos primeiros comentários do imortal Rui Barbosa foi muito oportuna, e todos têm direito à defesa, até porque sem defesa não podem ser condenados.
    O que se critica são as chicanas legais que o astuto Podval e outros letrados advogados usam na defesa de clientes notadamente criminosos. O exercício da advocacia neste caso é legal e ético, mas moralmente inaceitável. Nisso o Paulinho me representa.
    Será que o advogado que consegue um HC para um médico que confessou num surto ter matado a amante, removido cirurgicamente as peles da face, mãos e pés da vítima antes de esquartejar e despojar os restos da mulher em sacos de lixo que foram guardados no próprio carro, com provas materiais cabais da hediondez, consegue dormir tranquilo e sentir orgulho do seu trabalho?

  25. Alexandre Cereja

    Mais uma vez sua opinião é polêmica e, pelos comentários, em sua maioria contrários à sua opinião.

    Todos tem direito à defesa e alguns advogados são especializados nisso. Outros são especializados em direito de família, outros de previdenciário, outros em execuções fiscais. Cada um defende seu pão da melhor maneira. Existem maus profissionais, é claro que existem, em todas as áreas, mas não se pode questionar um profissional pelos clientes que possui.

    Na minha modesta opinião, mais um comentário infeliz seu.

  26. Alexandre Cereja

    Opa… faltou acrescentar: A FIA acaba de declarar que os difusores das equipes Brawn, Toyota e Williams estão de acordo com o regulamento.

    Assim, sua opinião em post anterior se mostrou contrária ao quanto decidiu a corte suprema da FIA… vai haver um post sobre o assunto?

  27. emir

    Paulinho. Voce foi longe demais. É muita leviandade. O advogado não defende o crime, mas os direitos constitucionais do acusado. Creio que vc precisa de uma mínimo de noção de direito para melhorar o bom jornalismo que vc pensa que faz. Jornalistas de escol como Juca Kfouri, que vc admira, e que eu sou leitor assíduo, não escreveria uma besterira dessa.

  28. Márcio Azevedo

    Não, Paulinho, eu não acho, porque num estado democrático de direito até o mais baixo criminoso precisa de um profissional que lhe garanta ampla defesa, contraditório e uma pena justa (justo não é a mesma coisa que brando).

  29. marcus vinicius gregati

    Paulinho, acesso seu site todos os dias, mais você foi infeliz neste seu texto. Seguindo sua linha de raciocínio o infrator que chegar no hospital baleado o médico deve deixar ele morrer e não socorre-lo?

    Pois bem, se um jornalista tem esse raciocínio, imagine a população que carece de educação. Talvez uma leitura de direito constitucional ajudaria a abrir um pouco sua mente à respeito de casos semelhantes. Procure pelos seguintes autores: José afonso da Silva, Luiz Alberto David Araújo, Pedro Lenza. Constituição Federal (www.planalto.gov.br).

    Abraços e boa leitura

  30. MARCIO, o xará!

    Esse bacharel aí citado, é umícone da OAB brasileira, aquela que só defende culpados. Advogado de bandido, bandido é! independentemente da constituição

  31. Régis

    Como dizia um amigo meu que ‘adorava’ adEvogar para clientes ‘estranhos’: “Não é porque meu paciente tem câncer que irei abandoná-lo”.
    Mas cá entre nós, o tratamento desses ‘pacientes’ custavam muito, mas muito caro.
    Se essa é a especialidade dele, porque então seus honorários são tão mais caros assim para esse tipo de cliente???

  32. Rodrigo

    O perigo de formadores de opinião expressarem opiniões como a do Paulinho neste post é fomentar a visão distorcida que boa parte da população tem dos advogados criminalistas. Um exemplo é o comentário do “Márcio, o xará”.

  33. mclane

    Não acho, Paulinho.

    O fato de possuir uma carta de clientes ilustres apenas demonstra o domínio e conhecimento da lei perante os tribunais. Recebe por um trabalho: interpretar a lei a favor de uma pessoa. Se o Direito não admitisse tal figura, seríamos uma China ou URSS da vida.

    Tem que ter estômago é para aguentar juízes convencidos pelos argumentos deste advogado; para aguentar as inúmeras possibilidades de recurso previstas em lei; para não ter um ataque ao ler as decisões do STF.

  34. Alessandro

    Paulinho,

    sou fã do seu trabalho e acompanho seu site diariamente há mais de ano.

    Adimiro sua coragem e dedicação. Tadavia, eu que sou advogado, não posso concordar com este post.

    Não conheço o trabalho do Sr. Roberto Padval, embora já tenha lido coisas boas a seu respeito. Mas os clientes que ele defende não torna indgno o seu trablho e a sua atuação profissional.

    Como disse, não conheço o trabalho do Sr. Roberto Padval e não sei os meios pelos quais desenvolve o seu trabalho. Mas afirmo, desmerecer o trabalho do Sr. Roberto Padval apenas pelos clientes que ele defende é uma injustiça que não combina com você.

    Abraços

  35. walter

    O título deste post é simplesmente sensacional. Seco, direito, um soco no estômago….

  36. Araújo

    Prezado Paulinho;
    Muitas vezes acabamos tomando atitudes erradas, mesmo quando almejamos as melhores intenções possíveis. Acredito que toda a sua gana em combater algo de podre que há por aí, acabou lhe cegando e fazendo com que exorbitasse princípios fundamentais do Direito, que acredito, agora tenha conhecimento , como direito a ampla defesa, contraditório, devido processo legal,etc. Gosto de seu blog, mas sempre senti uma sensação que você extrapola suas competências, achando-se acima do bem e do mal . Seu comentário foi RIDÍCULO. Pelo seu histórico, acredito que irá refletir e entender que errou (muito) feio desta vez. Acredito nos erros como uma fonte de evolução, e espero que seja o seu caso. Um abraço.

  37. Bruno Brandão

    Paulinho, sou fã do seu trabalho e visito seu blog quase que diariamente.
    Mas infelizmente, tenho que discordar integralmente deste teu post.

    Todo cidadão tem direito a defesa, independentemente de sua origem, ações e atitudes. Não vamos aqui – e nem cabe a nós – julgar o amor que alguém tem pela profissão que escolheu exercer.

    Todos nós Paulinho, inclusive eu e você, temos direito a defesa. E sendo assim, todos estas pessoas que você citou em seu post, também possuem este direito. Não vejo aqui algo relacionado a dinheiro ou estomago, e sim exercício do direito.

    E acredito Paulinho que em sua gana e vontade de acabar com as injustiças e falcatruas que por aí existem, possa ter ficado cego por um instante, ferindo assim algumas leis básicas do direito.

    Mas sei também Paulinho que você vai ler os comentários, refletir e falar a respeito. Continuarei acessando o seu blog, gosto muito de futebol e almejava por jornalistas como você, mas peço Paulinho que pense neste post e veja se realmente, essa é a sua opinião.

    “Amor incondicional pelo dinheiro” ficou feio. Bem feio.

    Uma pena.

    Grande Abraço,
    Brandão.

  38. Glauco (POA)

    É o trabalho dele.
    Assim como o seu. Que as vezes tenho que ter estomago para ler…

  39. Tricolor de Coração

    Caro Paulinho
    Tenho o costume de a cada dois, tres dias, ler seu blog; sempre inteligente, perpicaz, irônico, mordaz, direto, etc.., etc.. muito, muito bom.
    Só que nesta vc pisou feio na bola.
    Por favor, não faça isso.
    Até compreendo ser sua opinião, mas não a coloque em público dessa forma e olhe que não sou advogado, sou engenheiro.
    Todos devem ter direito de defesa, senão voltaremos a “BARBARIE” dos tempos da Idade Média.
    Olhe, fiquei realmente estarrecido, que um jornalista de formação, não tenha noção e consciência de sua importancia na mídia e acredito que vc não trabalhe de graça, pois não.
    Olhe, mais uma vez, vc pisou feio na bola, não faça isso, por favor.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: