Advertisements

Faça a sua parte

É interessante como a paixão do torcedor por um clube tem o efeito devastador em sua razão.

Muitas vezes sou obrigado a me posicionar com relação aos péssimos dirigentes que atuam no nosso esporte.

O torcedor menos preparado não entende a crítica construtiva.

Acredita que é uma maneira do jornalista denegrir a sua equipe de coração.

Não é verdade.

Quando me posiciono contrariamente aos bandidos que infestam a diretoria corinthiana, ou a de outra agremiação, em nenhum momento tenho a intenção de denegrir a imagem do clube.

Durante os noventa minutos de partida, só enxergo o que acontece dentro de campo, fora isso, não posso me omitir, tenho que falar a verdade.

Da mesma maneira que critico a CBF e seu péssimo presidente, mas nem por isso deixo de torcer pela Seleção Brasileira.

A intenção do jornalista é contar os fatos da maneira que acontecem.

E nem sempre isso ocorre de uma maneira agradável.

Os bandidos que infestam o nosso futebol e também a política nacional precisam ser combatidos.

Os jornalistas sérios têm em suas mãos a arma mais temida por eles, a informação.

Um povo bem informado pode se precaver e lutar contra essa gente.

Abram suas cabeças e deixem de pensar pequeno.

O mundo pode ser melhor se cada um fizer a sua parte.

Pensem nisso.

Facebook Comments
Advertisements

12 comentários sobre “Faça a sua parte

  1. Nilson Canali

    O seu posicionamento é coerente e entendo que as críticas deveriam servir no mínimo para uma reflexào do atual presidente do clube, Andrés Sanches. Lembrando que na vida, muitas vezes é melhor receber uma crítica a um elogio revestido de interesses escusos.
    Um abraco,

  2. Humberto

    Muito pelo contrário, Paulinho. A denúncia dos péssimos dirigentes é um serviço ao clube, qualquer que seja!

  3. Zeca

    Concordo com voce, apenas acho que voce desliza um pouco ao atacar deliberadamente Luxemburgo ou qualquer outro personagem que ataque desta forma. Acho que vc pode ter tudo contra uma pessoa no campo pessoal, mas nao pode transparecer no profissional. Luxemburgo pode ser uma pessoa nojenta, mas tambem e um profissional vitorioso, entao ao mesmo tempo que vc tenha que criticar seu lado pessoal, poderia elogiar o lado profissional, nao acha?

  4. Terencio Trindade

    Faço das suas palavras a minha. Faça a sua parte Paulinho e não proteja pessoas como Citadini que convieveu de perto com uma situação de corrupção no tempo que era um dos principais executivos do Corinthians. Citadini pode ser um poco melhor do que hojé lá estão, mas se não é farinha do mesmo saco é farinha do mesmo lote de fabricação.

    Paulinho: Não há proteção. Apenas conto o que acontece.

  5. Terencio Trindade

    E só para deixar claro, considero os dirigentes atuais muito ruins. Não muito diferentes de outros clubes, mas isto não é consolo.

  6. Rogerio

    Paulinho, acho que você sofre da sindrome da oposição, ou seja, pegou o gosto pela crítica e não se esforça em observar os lados positivos. Ao mostrar o lado positivo da administração, acredito que suas críticas seriam mais valorizadas. Não estou dizendo para agir como o Birner que em hipotese alguma fala mal do sp, mesmo ele conhecendo os podres do clube. Quanto ao povo ser mais bem informado, o problema é muito mais embaixo …

  7. Daniel

    Concordo em termos com o seu comentário, Paulinho, pois há nele uma falha de raciocínio: da mesma forma que um jogador sério não é necessariamente um bom jogador (casos de Bóvio ou Perdigão no Corinthians, que podem ser acusados de ruindade, mas não de falta de profissionalismo), um jornalista sério não é necessariamente um bom jornalista. E é isso o que tenho visto por aí. O jornalista, no alto de sua seriedade, confere a si próprio o título de senhor da razão e da verdade, e tudo o que escreve já vem, de antemão, gravado com o selo da credibilidade, profissionalismo e independência. E o torcedor, que muitas vezes vê o seu time ser criticado de maneira leviana, não pode se revoltar contra isso, pois ele é visto como um imbecil apaixonado, alguém que distorce realidade, um louco que soma 2 e 2 e chega à 5. Bem que eu queria que existisse um ombusdman dos jornalistas esportivos, pois estes dizem o que querem e, quando erram ou são contrariados, se saem com a velha desculpa “o futebol é uma caixinha de surpresas”. Exemplos de leviandade (ou, para ser mais sincero, de ruindade jornalística, algo como dominar de canela e deixar a gorduchinha escapar) que vi nos últimos dias: 1-) antes do jogos contra o Goiás, Juca Kfouri cravou com todas as letras que o Goiás era melhor que o Corinthians (ele não escolheu um favorito, ele não deu um palpite, ele simplesmente menosprezou o Corinthians e disse o Goiás é melhor, simples assim, taxativo assim); 2-) o Birner, em seu blog, diz que o atual time do Corinthians ainda tem um nível de segunda divisão, o que já não é verdade, aquele time que caiu no ano passado tinha um nível de série B – a equipe atual, se disputasse a série A, poderia não disputar o título ou uma vaga na Libertadores, mas talvez conseguisse um lugar na Sul-Americana; em outras palavras: o comentário do Birner foi, para dizer o mínimo, provocativo e babaca. E o torcedor que aguente calado, certo? Ele não tem autoridade para falar com um santo jornalista sem titubear e baixar os olhos.

    p.s: quanto a você, não me incomoda nem um pouco as críticas que faz à atual diretoria, sou um cara que mora em Ribeirão Preto e que apenas torce para o Corinthians, mas me incomoda muito o fato de você julgar Citadini acima do bem e do mal.

  8. henrique

    Caro Paulinho

    Belo post. Apesar de óbvio, é necessário devido à cegueira que toma conta de todos os torcedores de modo geral.

    Acompanho seu blog faz um bom tempo e esse seu trabalho investigativo, principalmente sobre o glorioso alvi-negro, é de primeira linha. Vocabulário a parte, vc faz muito bem esse trabalho.

    Porém quanto aos seus comentários sobre jogos, muitos de uma lucidez impressionante para um jovem como vc, alguns ainda são fracos e também contamos com vossa compreensão acerca de seus equívocos;

    Apenas para exemplificar, esse último acerca do jogo do timão na segundona. Acho que estávamos em estádios diferentes (tenho quase certeza que vc viu da TV). Pois o Douglas, apesar de não ter sido definitivo para o resultado, apresentou um bom futebol, deu outro nível para o toque de bola no meio-campo e estou entusiasmado com seu futuro com a 10 do corinthians. Ok, tudo pode mudar. mas vi um jogo diferente do seu.

    abraço e sucesso

  9. ademar joaquim

    Paulinho,

    nem explica muito não!!! O timão – o povo dele, a história dele, as glórias dele – não tem nada a ver com a bandidagem!!! As críticas não diminue em nada a nossa paixão e loucura!!!

    Abraços. Feliz timão 2008

  10. Denilson Martins

    Quero informação correta do meu clube, não o mar de rosas que a diretoria quer apregoar.

    Continue firme e forte Paulinho.

    Teu blog é um oásis de informção, em meio a uma imprensa que vive na oficialidade do “País das Maravilhas”.

    Eu te compreendo totalmente, e sei que separa a instituição das pessoas, por vezes nefastas, que a administra, e também das quadrilhas organizadas que exploram a marca do clube em benefício próprio.

    Eu sou seu leitor semanal, infelizmente me sobra pouco tempo pra ler o blog no meio de semana, mas me sinto totalmente respeitado e informado aqui.

    Não se abata com os cães raivosos e irracionais Paulinho, pois apesar da ferocidade, eles são cegos.

    Abraço.

  11. José

    Isso mesmo Paulinho!
    Seu pensamento está em boa companhia:

    “Seja a mudança que você deseja ver no mundo.”
    Mahatma Gandhi

  12. eliandro

    Mas porque os sócios do Corinthians não se movimentam e tiram esses caras da direção?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: