Advertisements

O maluco GP da Austrália

Hamilton pisa fundo e vence a primeira corrida da temporada 

O fenômeno inglês Lewis Hamilton venceu o GP da Austrália de ponta a ponta.

Talvez por ter sido o único piloto que não errou.

Apenas sete carros terminaram a prova.

Foi uma sucessão de acidentes e quebras na pista.

Perdi até as contas de quantas vezes o safety-car entrou na corrida.

Felipe Massa rodou logo na primeira curva.

Voltou dos boxes para um pouco mais na frente abandonar a prova.

Outro brasileiro que não teve sorte foi Nelsinho Piquet.

Seu carro não apresentava o rendimento adequado e logo foi sendo ultrapassado pelos outros pilotos.

Com problemas também não terminou a prova.

Alonso conseguiu chegar em 4º lugar.

Rubens Barrichello fazia uma boa corrida.

Aproveitando-se dos inúmeros incidentes da prova o brasileiro estava na quarta colocação e lutava pelo pódio quando sua equipe cometeu um grave erro.

Barrichello foi chamado aos boxes quando o mesmo se encontrava fechado.

Foi obrigado a pagar penalidade que tirou suas chances de ficar entre os três primeiros.

Mesmo assim conseguiu chegar em 6º lugar.

Marcou seus primeiros pontos em 2008. (Lembrando que em 2007 não havia marcado nenhum).

Tenho certeza que a grande maioria dos pilotos quer esquecer esse GP da Austrália.

Menos Lewis Hamilton.

* Atualização: Por ocorrência do incidente já citado no texto o piloto brasileiro Rubens Barrichelo foi desclassificado da prova.

Confira abaixo a classificação final do GP da Austrália:

1º Lewis Hamilton (ING/McLaren)
2º Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) – a 5s4
3º Nico Rosberg (ALE/Williams) – a 8s1
4º Fernando Alonso (ESP/Renault) – a 17s1
5º Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) – a 18s
6º Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – a uma volta
7º Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso) – a três voltas
8º Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – a cinco voltas
9º Robert Kubica (POL/BMW Sauber) – a 11 voltas (abandonou)
10º Timo Glock (ALE/Toyota) – a 15 voltas (abandonou)
11º Takuma Sato (JAP/Super Aguri) – a 26 voltas (abandonou)
12º Nelsinho Piquet (BRA/Renault) – a 28 voltas (abandonou)
13º Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 29 voltas (abandonou)
14º David Coulthard (ESC/Red Bull) – a 33 voltas (abandonou)
15º Jarno Trulli (ITA/Toyota) – a 39 voltas (abandonou)
16º Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 50 voltas (abandonou)
17º Mark Webber (AUS/Red Bull) – a 58 voltas (abandonou)
18º Jenson Button (ING/Honda) – a 58 voltas (abandonou)
19º Anthony Davidson (ING/Super Aguri) – a 58 voltas (abandonou)
20º Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso) – a 58 voltas (abandonou)
21º Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) – a 58 voltas (abandonou)
22º Rubens Barrichello (BRA/Honda) – a 52s4
desclassificado

Facebook Comments
Advertisements

14 comentários sobre “O maluco GP da Austrália

  1. matilda cardoso

    só que infelizmente o rubinho não conseguiu pontuar, paulinho, pois desclassificaram ele por volta das 5 da manhã, pelo nosso horário, por entrar nos boxes quando não havia autorização para isso – o safety car estava na pista – e por sair deles com a luz vermelha. que pena, foi cruel demais o final da corrida para ele.

    Paulinho: Realmente de se lamentar….

  2. Fernando

    é como disse a Matilda, Rubinho foi desclassificado. Eu tava torcendo por ele, porque sou brasileiro. Mas ele fez o que o Massa fez ano passado no Canadá: Saiu dos boxes com a luz vermelha. A punição é desclassifcação mesmo. É que os diretores da prova estavam perdidos assim como a televisão que estava cobrindo a prova.

    Eu achei muito legal, APESAR de nenhum brasileiro conseguir pontuar.

    Paulinho: Rubinho não dá sorte mesmo

  3. Alan Grange

    Depois que acabou o controle de traçao, os “pilotos” nao sao nada mais do que chofers de carros com tecnologia de ponta…. na hora de mostrar quem tem braço pra tocar um carro, nao sobra um…. que saudades do Piquet, Senna, Prost, Mansel….

    Paulinho: Agora quem não tiver talento dança

  4. Andrade

    Agora sem o controle de tração, vão ter q. mostrar no braço quem é bom de fato. Não acredito em nehum dos pilotos brazucas. Tomara estar errado.

    Paulinho: Acredito ainda no Massa

  5. cjpinfo

    O rubinho pagou pelo erro da equipe. É pena, ele está disposto a fazer um bom cmapeonato e acho que conseguirá, pois agora depende do piloto e não da máquina. Só espero que a equipe não prejudique.

    Carlos Junior
    http://www.amigoinfo.com.br

    Paulinho: Não acredito muito nele. Espero estar errado

  6. abutre236

    Sou brasileiro e portanto torço pelos brasileiros, diferente de muita gente que acompanha a formula-1 torcendo contra nossos compatriotas.

    É uma pena o Rubinho ter sida desclassificado. E se olharmos bem a corrida do Piquet, até que ele não fez uma má corrida!!!
    Ele danificou seu carro ao levar toque na primeira curva da corrida, e por isso perdeu rendimento. Mesmo assim em certo momento da corrida maluca ele ficou na oitava posição.

    abraço.

    Paulinho: Rubinho foi o melhor brasileiro na pista nesse GP

  7. Paulo Luciano da Silva

    Paulinho. Esse ano promete, os pilotos teram que dominar o carro pelo “chifre”…hehehheh

    Paulinho: é bem por ai

  8. Cesar

    Paulinho, em 2007 torci muito pelo Massa… mas agora farei uma alusão à frase dele ao final do ano (2007):

    “Foi BACANA ver o Massa rodar…”. Mas continuarei torcendo pois sou brasileiro… e que fique a lição que ele não está acima do bem e do mal, por estar na Ferrari, precisa ser humilde sempre.

    Quem se recorda dessa frase, entenderá… afinal, apesar de Corinthiano FANÁTICO e o melhor de todos os tempos, Ayrton Senna jamais transpareceu felicidade com o infortúnio alheio… no caso, de outros times rivais. Ele se preocupava com o Timão apenas!

    Abraço,

    Paulinho: É bem por ai

    César

  9. Renato Boscolo

    É engraçado o mundo Fórmula 1
    Um dia todo mundo fala: Fulano corre pra caramba, dirige esse baita carro na ponta dos dedos
    Aí a FIA tira o controle de tração e agente nota que o cara não passava de um piloto comum com uma máquina que até um macaco dirigia que deu muita sorte e tem muito Marketig ( as vezes o marketing começa pelo sobrenome do cara, as vezes começa pelo país )
    O aspecto positivo foi o Barrichello, ele deu um baita azar e surpreendetemente não sai chorando pelos quatro cantos. Falou que gostou de sua atuação e está otimista com a temporada. Parece que finalmente ele aprendeu.
    Agora que a F1 está mais no braço e ele não tem nenhuma pressão ele pode surpreender.

    Paulinho: Tomara

  10. Felipe Housw

    Massa : Patético
    Piquet: Final de semana para ser esquecido
    Barrichello: Trapalhão
    Lewis: Perfeito
    Corrida: Nota 8

    Paulinho: Uma corrida maluca

  11. Julio

    Não faltou sorte ao Massa e ao Piquet. Faltou competência para ambos. Faltou sorte ao Rubinho pé de chinelo…

    Paulinho: É bem por ai

  12. JORGE

    Comparar o Massa com o grande Senna….o Senna era humilde e brilhante bem diferente desse invejoso e metidinho do Massa…

    Paulinho: Não da para comparar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: