Advertisements
Blog do Paulinho

Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

“Meu estilo é pesado

e faz tremer o chão.

Minha palavra vale um tiro

Eu tenho muita munição”

Mano Brown: é um rapper e compositor brasileiro

///   ///   ///   ///   ///   ///   /// 

Frase

Direcionada a maioria dos dirigentes e árbitros associados ou não do SAFESP, semelhantes aos de minha época, em especial os FIFAS, que:

Olham

O umbigo, formatizam grupos de bajuladores e juntos: beijam as porcas mãos dos dirigentes da CBF, FPF, clubes políticos e por aí vai, tencionando escalas e empurrão para galgar nível internacional

Atualmente

Temos vários ex-árbitros na condição de analista, VAR e outras atividades que tem por alvo aferir o desempenho dos representantes das leis do jogo.

Dentre

Estes, se encontram alguns que através sites internet andavam a criticar dirigentes por não terem sido convidados a efetuarem os respectivos cursos;

Assim que o foram

E passando a exercer a atividade, iniciaram rasgados elogios a quem criticavam;

Fator

Sustentador que maioria é cara de pau, e, que se f….m os demais.

———————————

15ª Rodada da Série A do Brasileirão 2022

Sábado 02 de Julho

Fluminense 4 x 0 Corinthians

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)

VAR

Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Item Técnico

Trabalho normal dos representantes das leis do jogo

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 03 para corintianos

Palmeiras 0 x 2 Atlético-PR

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (FIFA-SC)

VAR

Wagner Reway (FIFA-PB)

Item Técnico

Acertou por ter ouvido o VAR sinalizando a penalidade máxima favorável à equipe atleticana, batida por Vitor Bueno, transformada no gol da vitória de sua equipe.

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 02 para palmeirenses, incluso técnico Abel Ferreira e 03 para atleticanos, dentre estes: Paulo Cesar Turra auxiliar técnico.

Copa Libertadores 2022 – Terça Feira 05/07

Boca Juniors 0 x 0 Corinthians no tempo normal

Decisão por penalidades:

Boca Juniors 5 x 6 Corinthians

Cássio defendendo duas e Gil mandando pro fundo da rede a penalidade que concede a equipe corintiana o direito de seguir na disputa

Árbitro: Andres Matonte (FIFA-URU)

VAR

Leodan Gonzales (FIFA-URU)

Item Técnico

Acertou por ter apontado a penalidade máxima cometida pelo corintiano Raul Gustavo quando da cotovelada em um oponente;

Penalidade

Batida por Benedetto, bola na trave e jogo seguiu.

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para defensor do Boca Juniors e 02 para corintianos


Confira abaixo o programa “COLUNA DO FIORI”, desta semana.

Nele, o ex-árbitro comenta assuntos, por vezes, distintos do que são colocados nesta versão escrita

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.


Política

General Lucena ameaçou, e Luis Eduardo Magalhães conseguiu contornar a crise em Brasília

Pouco antes de uma reunião do ministro da Defesa, Paulo Sérgio de Oliveira, com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, os comandantes das três Forças, Oliveira e Walter Braga Netto se reuniram com Jair Bolsonaro. A foto do encontro é um dos mais fortes símbolos da turma que questiona o processo eleitoral que pode tirá-la do poder.

Paira sobre o Brasil a discórdia em torno de 15 sugestões das Forças Armadas para a Justiça Eleitoral, sobre as urnas eletrônicas. Quem convive com o presidente diz que Bolsonaro acredita nas lorotas que conta e se vê como vítima. Mas a verdade é que ele só ameaça as eleições porque imagina ter respaldo. Tanto das Forças Armadas quanto do Centrão. Houve uma época em que as lideranças militares e civis desatavam nós em vez de reforçá-los. Naquele tempo, Antonio Carlos Magalhães era senador e seu filho Luís Eduardo presidia a Câmara. Eles tinham um amigo no quartel-general da Força Terrestre: o ministro do Exército, Zenildo Zoroastro de Lucena.

Zenildo Lucena em solenidade com FHC em abril de 1997 Foto: Ed Ferreira/AE

Foi ACM quem defendeu Zenildo e o salvou quando tentaram intrigar o general com o presidente Itamar Franco. A amizade entre eles permaneceu no governo de Fernando Henrique Cardoso, que manteve o general no cargo. Zenildo acompanhou a criação do Ministério da Defesa e sonhava ver ACM como titular da pasta. Um dia, o militar telefonou para Luís Eduardo, que estava reunido com três parlamentares. A secretária avisou que o general dizia ter um problema urgente. Antes de atender, Luís Eduardo pôs o telefone no viva-voz.

“Comandante! Como vai?” O general foi logo ao ponto. “Tudo bem. Estou ligando porque soube que um deputado pretende criar um tumulto em frente ao quartel-general hoje à tarde. E, como vou ser obrigado a prender o parlamentar, queria avisá-lo antes.” Tratava-se do deputado Bolsonaro. A ação do oficial da reserva, visto como um sindicalista, desagradava aos chefes militares, que proibiram sua entrada nos quartéis. Naquela tarde, a paciência de Zenildo se esgotara. “General, vou dar um jeito nisso. Fique tranquilo.”

Luís Eduardo desligou o telefone e contou seu plano aos parlamentares. Mandou avisar pelo sistema de som da Câmara que tinha um comunicado importante a fazer. E foi para o plenário. Não demorou muito e Bolsonaro apareceu. Luís Eduardo começou a contar – sem citar nomes – que Zenildo lhe dissera que pretendia prender um deputado. “Se isso acontecer, esta presidência não vai interferir.” O capitão ouviu de pé, em silêncio. Naquela tarde, nenhum protesto foi registrado em frente ao quartel. O recado foi dado. E entendido.

Jornalista Marcelo Godoy – Publicado no Estadão do dia 06/07/2022

—————————————–

Finalizando

“Quem não conhece a verdade não passa de um tolo; mas quem a conhece e a chama de mentira é um criminoso!”

Bertolt Brecht: foi um destacado dramaturgo, poeta e encenador alemão

——————————-

Chega de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP-09/07/2022

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: