Advertisements
Blog do Paulinho

José Aparecido de Oliveira e o Palmeiras

Na final do Campeonato Paulista de 1993, o árbitro José Aparecido de Oliveira assaltou o Corinthians, expulsando três de seus jogadores: Ronaldo (goleiro), Henrique e Ezequiel.

Por conta disso, o Palmeiras, com apenas Tonhão expulso e Edmundo com salvo conduto para quase quebrar a perna de Paulo Sergio, teve a vida facilitada para reverter a desvantagem do primeiro jogo, vencido pelo Timão por um a zero.

Dezesseis anos depois, quase dezessete, o Verdão, patrocinado pela Parmalat, saia de incômoda fila.

Aparecido, depois deste jogo, desacelerou sua vida na arbitragem, e, paralelamente, passou a andar de Ômega – o carro Top da época, além de pedir demissão da confortável gerência no Banespa.

Há quem tenha certeza de que foi subornado, mas, apesar dos indícios, ninguém comprovou.

No último final de semana, incógnito, José Aparecido esteve na Arena Palestra e assistiu a vitória do Palmeiras contra o Santos, pelo Paulistinha.

Pouca gente percebeu.

Foi notado, porém, pelo desembargador Miguel Marques e Silva, que é conselheiro do Corinthians e também estava no estádio alviverde.

Em rede social, o magistrado postou a foto e legendou:

“Esse senhor aí na frente, moreno, é o José Aparecido, ex-árbitro!”

Apenas para pontuar: a palavra ‘moreno’, utilizada nesse contexto, é considerada racista.

Informação que, por óbvio, deveria estar sob domínio cultural de um desembargador.

Voltando a Aparecido, sua presença no jogo do Palmeiras é comprovação de absolutamente nada, mas não deixa de ser curiosa e geradora de outras suposições.

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “José Aparecido de Oliveira e o Palmeiras

  1. José Aparecido de Oliveira

    Bom dia, li seus comentários e embora não te conheça, gostaria que checasse melhor suas informações antes de publica-las. Primeiro que sou um gerente aposentado do Banespa desde setembro de 1998. Segundo todas as críticas imputadas a mim foi devidamente rastreadas pelo Ministério Público é para minha surpresa me foi dito que não sabiam o que eu fazia lá. Quanto ao carro, sempre tive condições para ter um carro como o senhor pontuou e continuo até hoje mesmo não apitando futebol. Neste momento sou empresário bem sucedido sem dever nada a ninguém. Quanto estar no Estádio assistindo os jogos, não esqueça que sou membro do TJD/SP e por vezes todos nós temos convite da Presidência da Federacao, para assistirmos alguns jogos inclusive do Palmeiras, embora já tivesse ido ao Neo Química, Morumbi e Allianz. Penso que trabalhei e estudei muito para estar nessa posição. Se quiser falar comigo estou a sua disposição, pois, aí o senhor poderá fazer uma matéria com muita propriedade e sem cometer injustiça. Abraços e sucesso é o que lhe desejo desde que fundamentada sem expor as pessoas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: