Advertisements

Santos perdeu R$ 2,8 milhões ao ignorar parecer do Conselho Fiscal e vender Lucas Veríssimo ao Benfica

Em 30 de novembro de 2020, o Conselho Fiscal do Santos analisou duas propostas de clubes interessados na compra do atleta Lucas Veríssimo.

O órgão reprovou a venda ao Benfica, mas aprovou o repasse ao Al Nassr.

Apesar disso, em reunião do Conselho Deliberativo, o então presidente do Peixe, Orlando Rollo, pressionou pela venda aos portugueses, que acabou aprovada.

Vale lembrar que o Benfica é famoso quintal de agentes de jogadores, alguns bem generosos com a cartolagem.

Por conta dessa afronta ao parecer técnico, o Santos perdeu, na cotação atual, R$ 2,8 milhões.

O Benfica ofertou 6,5 milhões de Euros, em 05 parcelas, por 100% dos direitos do jogador.

A diretoria do Santos antecipou os recebíveis, através de instituição bancária, pagando taxas entre 5,2 e 5,5%, sem contar as custas.

Dos 5,1 milhões de Euros que sobraram, o clube destinou 10% ao intermediário, além doutros 15% ao jogador.

Sobrou, portanto, 3,8 milhões de Euros, equivalentes a R$ 25,6 milhões.

Se tivesse vendido aos árabes, o Peixe teria recebido US$ 6,5 milhões em apenas duas parcelas, ou seja, praticamente à vista.

Descontados os 10% do empresário e os 15% de Lucas, sobrariam US$ 5 milhões, ou R$ 28,4 milhões.


Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “Santos perdeu R$ 2,8 milhões ao ignorar parecer do Conselho Fiscal e vender Lucas Veríssimo ao Benfica

  1. FCH

    E o Lucas aceitaria ir pro oriente médio? Por que se o jogador não quiser acertar com o “comprador” o negócio não sai. Jogador é mercadoria, mas só até certo ponto.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: