Advertisements

As possíveis origens da doação de R$ 1 milhão ao Internacional

O bilionário Elusmar Maggi Scheffer doou R$ 1 milhão para o Internacional pagar a multa do lateral Rodinei, viabilizando a escalação do atleta para a decisiva partida contra o Flamengo.

Desde então, vem sendo tratado com grande generosidade pela imprensa.

Nas últimas horas, ao revelar a biografia do torcedor, apenas aspectos triviais, como sua ligação familiar e nomes de empresas das quais detém algum poder estão sendo expostos pela mídia, assim como o óbvio agradecimento público do Colorado.

Dados relevantes foram ocultados.

O principal deles: a origem do dinheiro.

Elusmar, que, de fato, não economiza quando em satisfação de seus desejos, a ponto de, numa de suas festas de aniversário ter contratado o caríssimo show de Michel Teló, no auge do hit ‘Ai se eu te pego’, recebeu, segundo relatório do COAF, R$ 17,8 milhões da JBS, sem comprovação de serviço prestado.

Destes, R$ 10 milhões foram repassados a família Junqueira Vilela, acusada de lavagem de dinheiro em venda de cabeças de gado no sudoeste do Pará.

Não houve, também, emissão de Notas Fiscais que justificassem o aporte.

Antes disso, em 2009, o MPF libertou 41 pessoas que estariam trabalhando em condições análogas à da escravidão numa Fazenda em Tapurah (433 km de Cuiabá), de propriedade de Elusmar e seus parentes.

Os Maggi alegaram que a propriedade estava arrendada, mas o MPF, à época, através do procurador Augusto Nogami, esclareceu:

“(…) as pessoas vítimas da servidão trabalhavam por dívida e não tinham liberdade para locomoção”

“Dos trabalhadores são cobradas a locomoção e os utensílios de trabalho e de higiene, além da comida que vão consumir”

“A cobrança é feita por “gatos”, os administradores do negócio que agem a mando do fazendeiro”

O caso do esquema do Pará ainda está sendo investigado.

Alheio a isso tudo, Elusmar, que não tem culpa de ser poupado pela mídia, curte a fama de benfeitor colorado, com direito a abertura de conta no Instagram em que as postagens únicas são referentes ao repasse de R$ 1 milhão ao Internacional.

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “As possíveis origens da doação de R$ 1 milhão ao Internacional

  1. Pingback: São Paulo tem que denunciar ‘benemérito’ do Internacional – Blog do Paulinho

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: