Advertisements

A bolha financeira que está matando equipes tradicionais do futebol

Nos últimos dias, muito se tem comentado sobre o contrato firmado pelo genial Lionel Messi com o Barcelona, muito acima das possibilidades reais de pagamento da agremiação, que é das que mais arrecada no planeta.

Obviamente não se trata de caso único no mundo do futebol.

Aqui no Brasil, boa parte dos clubes utilizam-se desse doping financeiro, verdadeira bolha, inflada, irresponsavelmente, ano a ano, a custa de calotes, juros, refinanciamentos e demais procedimentos que acabam por sufocar a saúde financeira das instituições.

Não à toa, vários estão morrendo pelo caminho.

No Rio de Janeiro, Vasco da Gama e Botafogo estão quase irrecuperáveis.

Em Minas, o Cruzeiro, além de gastar o que não tinha, tomou empréstimos para preencher os bolsos de ladrões que administravam o clube.

Entre os que aparentam riqueza, o Corinthians é o maior exemplo de fantasia.

Boa parte das conquistas recentes se deram sob comprometimentos financeiros inviáveis, ou seja, o clube montou times que não podia sustentar.

A curto prazo, os resultados esportivos enganaram torcedores e elevam dirigentes irresponsáveis, quando não corruptos, ao patamar de grandes gestores, permitindo, durante algum tempo, que o ciclo se repetisse até a ‘fonte’ secar totalmente.

Depois, sem nome na praça, devendo o que dificilmente conseguirá equacionar, o clube diminuiu a qualidade dos jogadores contratados e a queimar jovens promessas no desespero de pagar as contas do mês seguinte.

Esse é o atual patamar do Timão.

Daí por diante, seguindo nessa toada, sem a implementação de uma política de austeridade e recuperação, não haverá destino outro, para todos os que seguirem nesse modelo de gestão, que o de rebaixamentos de campeonatos e demais tristezas associadas.

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “A bolha financeira que está matando equipes tradicionais do futebol

  1. MMM

    Enquanto isso, o Verdão segue como o clube que mais arrecada no Brasil. Se Galiotte for esperto, usará esses prêmios para ZERAR todas as dívidas, e despontar como o único clube financeiramente viável do país. E aí, quando passar a pandemia, o Palmeiras vai nadar de braçada, enquanto os demais clubes do país estarão ainda tentando se refazer do prejuízo financeiro, sem poder investir muito em reforços.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: