Advertisements

Renato ‘Ograucho’

Desde os tempos em que era jogador de futebol, Renato Gaúcho sempre passou a imagem de transgressor das normas impostas por clubes, federações e até pela sociedade.

Nem sempre de maneira correta.

Seu time, o Grêmio, é treinado para jogar bonito, o que também destoa do que se tem visto no Brasil, nos últimos anos.

Porém, em entrevista concedida à FOLHA, Gaúcho revelou preconceitos e escolhas típicas de quem, em determinado momento da vida, parou de evoluir.

Um contraste entre seu desempenho profissional e pessoal.

Destacamos alguns trechos:

Celular e Redes Sociais

“Meu telefone liga e recebe, mais nada”… “(redes sociais) É uma doença mundial.”

Homossexualismo no futebol

“Se eu tenho um jogador gay, vou sacanear ele de manhã, de tarde e de noite”

Seleção feminina

“O que as meninas, com todo respeito, não podem fazer de maneira alguma, é se comparar aos homens. Isso nem daqui a dois séculos. Adoro a Marta, é a melhor jogadora do mundo, mas não existe ela falar que só vai usar tal chuteira se pagarem como a um jogador.”

Witzel, Bolsonaro e Sérgio Moro

“A coisa está melhorando com esse governador [Wilson Witzel (PSC)]. Tem que melhorar mais, óbvio. Torço para que ele dê continuidade a esse trabalho.”

“Votei nele. É meu presidente. O Bolsonaro e o Sergio Moro são pessoas do bem que querem o bem do Brasil. Na minha opinião, quem é contra esses caras é contra o crescimento do Brasil.”

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: