Advertisements
Anúncios

Por que o Corinthians não utiliza o que restou dos CIDs para abater parte da dívida com o BNDES ?

Andres Sanches e Raul Corrêa da Silva – janeiro de 2019

No dia 09 de fevereiro, levantamento exclusivo do Blog do Paulinho, baseado em documentação oficial da Prefeitura de São Paulo, revelou que, dos R$ 420 milhões em CIDs destinados ao Corinthians para ajudar na quitação do estádio de Itaquera, restam apenas R$ 99.045.000,00.

Os demais já foram repassados a empresas diversas.

Soubemos também, através de relatório enviado pela BRL Trust a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que o Arena Fundo, gestor das contas do negócio “Arena”, praticamente quitou a pendência com a Odebrecht, restando pouco mais de R$ 1,3 milhão para encerrá-la.

Poderia tê-lo feito com os CIDs, mas, estranhamente, preferiu pagar em dinheiro.

Apesar disso, o Corinthians segue devendo ao Fundo quantia próxima de R$ 40 milhões, oriunda de calote no repasse – obrigatório contratualmente – dos ingressos de jogos do Timão em Itaquera.

Um pelo outro, restariam ainda quase R$ 60 milhões em CIDs.

O que espera o Corinthians para utilizá-los ?

Estão ainda pendentes dívidas com empréstimos pontes e debentures (na casa de R$ 300 milhões), além dos R$ 400 milhões, intermediados pela CAIXA, com o BNDES.

Um conselheiro do Corinthians, Raul Corrêa da Silva, talvez, possa explicar o que os demais não possuem dados suficientes para avaliar (os balanços do Arena Fundo são um mistério absoluto e os do Timão, absolutamente omissos neste assunto).

Coincidentemente, a auditoria das contas do Corinthians e da BRL Trust, controladora do Arena Fundo, foram executadas pela mesma empresa, a RSM Brasil, do contador Luiz Claudio Fontes, ligado à BDO/RCS, de propriedade do referido ex-diretor de finanças do clube, este que, não por acaso, audita também as contas da Odebrecht e demais associadas à construtora.

Trecho final do Balanço do Corinthians
Raul Corrêa da Silva e Luis Paulo Rosenberg – março de 2019
Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

2 comentários em “Por que o Corinthians não utiliza o que restou dos CIDs para abater parte da dívida com o BNDES ?”

  1. o Paulinho me corriga si estiver errado mais quando Andres deu uma declaração em 2016 dizendo que ira utilizar os cids para abater a divida com caixa você falou que não poderia fazer isso.

    Paulinho: Diretamente, não pode… mas basta repassa-los à Odebrecht ou outra empresa para, com o dinheiro, realizar a operação… aliás, como bem lembrado no texto da matéria, é estranho que, em vez de deixar os CIDs morrerem nas mãos da construtora, o clube tenha quitado a dívida com dinheiro vivo.

  2. muito estanho mesmo também não cobrar ou abater na divida ás obras que Odebrecht deixou de fazer

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: