Advertisements
Anúncios

Candidatura de Citadini é impugnada no Corinthians

A Comissão Eleitoral do Corinthians acaba de impugnar a candidatura de Roque Citadini à presidência do Corinthians.

O parecer, de impedimento por conta do candidato ser conselheiro do TCE-SP, imediatamente, foi acatado pelo presidente do Conselho, Guilherme Strenger.

Os membros da Comissão ignoraram o fato do Estatuto alvinegro não conter impedimento para a candidatura, acatando jurisprudência que retirou da disputa, no Santa Cruz/PE, candidato em situação semelhante.

Citadini, que disputou as eleições anteriores e estava em primeiro lugar nas pesquisas de intenções de voto, deverá recorrer da decisão.

Dois outros candidatos, Paulo Garcia e Andres Sanches, por compra de votos, serão ainda julgados nos próximos dias.

ATUALIZAÇÃO: NOTA OFICIAL DE ROQUE CITADINI

A Chapa Corinthians Mais Forte, formada pelo candidato a Presidente Antonio Roque Citadini, e pelos candidatos a Vice-presidentes Osmar Stábile e Augusto Melo, repudia a decisão do Presidente do Conselho Deliberativo, Guilherme Strenger, após parecer da Comissão Eleitoral, por considerá-la equivocada.

O candidato Antonio Roque Citadini, como amplamente demonstrado em sua peça de defesa, preenche todos os requisitos estatutários e legais para ser candidato.

Além de não ter fundamento, a acusação deveria ter sido recusada porque a comissão eleitoral deveria se ater a analisar os requisitos pertinentes a candidatura, que estão prescritos apenas no Estatuto.

Cumpre destacar que o Excelentíssimo Desembargador Strenger foi o presidente da Comissão Eleitoral nas últimas eleições do Corinthians, em 2015. Naquela eleição, Citadini também foi candidato e, estando em situação estatutária e legal idêntica à deste pleito, nada lhe foi objetado.

A decisão de hoje também coloca sob suspeição a legitimidade do Doutor Strenger como Presidente do Conselho Deliberativo, uma vez que ela se baseia em decisão do Conselho Nacional de Justiça aplicada às eleições do Santa Cruz de 2009. Naquela oportunidade, foi determinado que um magistrado tampouco poderia ser Pesidente do Conselho Deliberativo.

Por todo o exposto, a Chapa Corinthians Mais Forte está determinada a que seja respeitado o seu direito e irá recorrer a todas as instâncias estatutárias e judiciais pertinentes para que a candidatura democraticamente apresentada, seja respeitada.

Finalmente, a Chapa Corinthians Mais Forte, ciente de que está à frente nas pesquisas, convoca suas chapas aliadas e seus eleitores a manter e aumentar a mobilização com vistas à eleição do dia 3 de fevereiro.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

6 comentários sobre “Candidatura de Citadini é impugnada no Corinthians

  1. Nossa
    Comissão eleitoral trabalhando contra o clube, e as outras chapas? E quem comprou votos? E quem está vivendo do Corinthians a anos continuará na disputa?
    Essa eleição é só para inglês ver, o resultado todos sabemos qual será.

    Abraço

  2. Vergonha. Estão armando um circo. Espero que o Citadini recorra a todas as instâncias possíveis. O Andrés quer ganhar na marra e depois largar para concorrer a deputado de novo. Estamos caminhando para um barranco bem fundo…

  3. É a isto que sempre me refiro: Como pode um clube, todos os clubes de futebol, que têm a grande maioria de CONSELHEIROS sendo juízes, desembargadores, promotores e advogados, ter dirigentes mancomunados com empresários de futebol, roubar descaradamente, receber comissões sobre transações de jogadores, fraudar eleições, participar da politicagem do clube, etc., como pode esses conselheiros APROVAREM AS CONTAS desses dirigentes criminosos e dizer que foi tudo legal? Hein? E nem ao menos expulsam da direção e do clube esses falcatruas? Benzadeus. Por causa deles o futebol é sujo, muito sujo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: