Ricardo Teixeira, o problema renal e a “comissão privada”

(Trecho de entrevista concedida por Ricardo Teixeira à FOLHA)

O senhor pensa em fazer uma delação nos EUA?
Delação de que?

Mas não pretende nem esclarecer essa situação com os promotores? O senhor nunca mais deixou o Brasil, assim como Marco Polo Del Nero, presidente da CBF.
O meu caso é um pouco diferente. Se der um ziquizira com o meu transplante [renal], vou ter problema para resolver. Por isso, prefiro ficar aqui. E também não quero me aborrecer [nos EUA]. Mas não vejo problema, tenho duas filhas que moram nos EUA.

Em junho, o senhor disse que tudo que o “acusam no exterior não é crime no Brasil”. Qual crime o senhor acredita que cometeu?
Me expressei mal. Eu digo que comissão privada não é crime. Pergunta a qualquer advogado brasileiro.

Mas o senhor recebeu?
Não. Isso é irrelevante.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Ricardo Teixeira, o problema renal e a “comissão privada”

  1. Canalha, porco e corrupto, assim são todos que beijavam e beiijam suas imundas mãos ne face; dentre estes muitios e muitos árbitros

  2. Eudigosempre disse:

    Republicou isso em Eu Digo Sempre.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.