Malcon janta com seus empresários, Andres Sanches e Fernando Garcia, após surra do PSG

Malcon ao lado de Andres Sanches, Fernando Garcia e Guilherme Miranda, ontem, em Bordeaux

Ontem, após derrota para o PSG de Neymar e demais estrelas, por seis a dois, o atacante Malcon, ex-Corinthians, afogou as mágoas em restaurante de Bordeaux, ao lado de seus empresários, o deputado federal Andres Sanches (PT), ex-presidente do Timão e Fernando Garcia, irmão do dono da Kalunga, Paulo Garcia.

No Brasil, os agentes negam a relação.

Sanches trabalha nos bastidores para retornar ao cargo máximo no Corinthians, apesar de, fora dele, exercer, há mais de uma década, grande influência no departamento de futebol.

Desde então negociou jogadores com os principais agentes brasileiros, entre os mais frequentes, Kia Joorabchian, com quem encontrou-se também nesta viagem à Europa, a dupla Carlos Leite/Mano Menezes e, em associação comercial e política, Fernando Garcia, que, ao lado do irmão, garantiu-lhe financiamento necessário à campanha, culminando na eleição ao parlamento.

Recentemente, Andres Sanches e a família Garcia negociaram, também ao Bordeaux, a jovem promessa Matheus “Pirulão” Pereira, retirado na “mão grande” do Corinthians, em triangulação envolvendo a Juventus de Turim, que pagou R$ 10 milhões pelo jogador.

Destes, apenas R$ 500 mil ingressaram nos cofres do Timão, que cedeu inexplicáveis 95% aos prepostos de Fernando Garcia, distribuídos da seguinte maneira:

  • 35% SEV/Hortolândia;
  • 25% LF Assessoria Esportiva (em nome de Fernando Garcia);
  • 15% GT Sports (em nome de Guilherme Miranda e Thiago Ferro – sócios de Fernando Garcia);
  • 15% B2F Marketing
  • 5% Malcon
  • 5% Corinthians

Nos últimos meses, o Corinthians foi processado por todas as empresas ligadas a Fernando Garcia, listadas acima, em dissimulação para liberação, com maior rapidez, dos compromissos assumidos pelo clube.

Em tempo: coincidentemente, nesta semana em que Andres Sanches decidiu ir à França, o Corinthians anunciou a venda de seus 5% sobre Malcon ao Bordeaux, por R$ 16 milhões (ampliando o prejuízo da perda, totalizando o valor do negócio em R$ 320 milhões – 100% dos direitos), que serão transformados em abatimentos para contratação do zagueiro Pablo, gerando comissionamento de mais R$ 1,6 milhão aos intermediários.

Matheus “Pirulão” Pereira e Fernando Garcia, em Bordeaux

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Malcon janta com seus empresários, Andres Sanches e Fernando Garcia, após surra do PSG

  1. na mesma semana que anunciaram acerto do malcom com o time dele e a compra da merreca que o corinthians ainda tinha dele o espanhol aparece na frança. coincidencia ???? claro que nao. e é esse mafioso cheio de treta no stf, investigado na lava jato, que quer voltar a ser presidente do corinthians e ja ta botando o time dele em campo com a turma do gaguinho marombada parte 2 e os obsessivo pelo poder parte 2. acorda roque,romeu,osmar que o mafioso e os garcia vao levar essa de barbada

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.