Advertisements
Anúncios

Em 1943, sexto maior artilheiro da história do São Paulo acusou-se após marcar gol de mão contra o Vasco

Resultado de imagem para luizinho Luiz Mesquita de Oliveira
Sastre, Luizinho e Leônidas da Silva

Mais famoso por se tratar de assunto recente, o jogador Rodrigo Caio não foi o primeiro atleta Tricolor a dar bom exemplo no futebol.

No dia 15 de setembro de 1943, Vasco da Gama e São Paulo disputaram acirrado amistoso na cidade de Niterói/RJ, período em que qualquer partida entre cariocas e paulista apresentavam clima de final de campeonato.

Por exemplo, o embate chegou a ficar paralisado por 20 minutos após confusão entre Leônidas e Rafanelli, geradora de confusão nas gerais, que chegaram, em parte, a desabar.

Dentro deste clima, o São Paulo venceu por três a dois.

Porém, em determinado momento do jogo, que estava empatado, Pardal cruzou a bola na área e Luizinho, sexto maior artilheiro da história Tricolor, empurrou-a, com a mão, para o fundo das redes, tento este validado pela arbitragem.

Ato contínuo, o ídolo são-paulino, em clara demonstração de honradez, acusou-se como infrator, e gol foi anulado.

Imagem: @jogosspfc
Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: