Presidente “Pífio”, ligado a agentes de jogadores, pode ter assaltado o Internacional

Resultado de imagem para vitorio piffero fernando carvalho

Auditoria da empresa Ernest & Young apontou para claros indícios de falcatruas nas contas da gestão Vitório Píffero, apresentadas ao Conselho Deliberativo do Internacional.

Nem ele, muito menos o diretor financeiro, tiveram coragem de comparecer à reunião.

Reprovados, os indicadores financeiros continham diversas barbaridades:

  • empresa com quatro endereços recebeu R$ 9 milhões sem comprovação de serviços prestados;
  • R$ 5,5 milhões foram adiantados sem justificativa;
  • Aplicação de R$ 18 milhões foi encontrada sem que se saiba a origem dos valores;
  • dezenas de notas fiscais, supostamente fajutas, foram trocadas por dinheiro sem comprovação de veracidade das operações;

Os desvios de conduta indicam, claramente, que o Internacional pode ter sido assaltado pelos seus dirigentes, quase todos ligados a agentes de jogadores sob o comando de Fernando Carvalho, ex-presidente Colorado.

O clube, se quiser escapar das duras sanções impostas pela Lei do PROFUT, no qual estaria enquadrado com as revelações das falcatruas, precisa, urgentemente, motivar polícia e Ministério público a investigarem todos os procedimentos relatados, levando à prisão quem, de fato, prejudicou o Colorado, pedindo ainda ressarcimento dos valores provavelmente desviados ou, talvez, lavados.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.